Notícias

Pinacoteca compra retrato feito por Lasar Segall em 1927
09/02/2012

 

SILAS MARTÍ
DE SÃO PAULO
Um retrato de Goffredo da Silva Telles feito em 1927 por Lasar Segall é o mais novo quadro do acervo da Pinacoteca do Estado de São Paulo, comprado de um colecionador particular por R$ 400 mil.


Esse é o primeiro retrato feito por Segall a passar a integrar o acervo do museu.


Marcelo Araujo, diretor da Pinacoteca, vê um significado duplo nessa aquisição, primeiro por ser um retrato de Segall, artista referencial da arte moderna do país, e, segundo, pelo retratado ser Silva Telles, uma das figuras centrais da burguesia ilustrada no começo do século 20.


"Do ponto de vista iconográfico, a obra tem sentidos especiais", diz Araujo à Folha. "Ele foi um personagem emblemático na história de São Paulo, teve uma atuação destacada e foi um grande incentivador do modernismo."


Coincidência ou não, a aquisição, que vem sendo negociada há um ano por conselheiros da Pinacoteca e a Secretaria de Estado da Cultura, foi oficializada agora, dias antes dos 90 anos da Semana de Arte Moderna de 22.


Goffredo da Silva Telles era advogado de formação, foi vereador e proclamado prefeito de São Paulo durante a Revolução Constitucionalista.


Também foi poeta e escreveu os livros de versos "O Mar da Noite", publicado em 1915, e "A Fada Nua", que foi lançado cinco anos mais tarde.


Casado com Carolina Penteado, filha da mecenas Olivia Guedes Penteado, Silva Telles se aproximou dos fundadores do modernismo no país, armando régias festas na fazenda da família em Araras, no interior paulista.


Entre os convidados dos Silva Telles costumavam estar figuras como Heitor Villa-Lobos, Mário de Andrade, Blaise Cendrars, Tarsila do Amaral, Anita Malfatti, Victor Brecheret e Lasar Segall.


Nascido na Lituânia, Segall se naturalizou brasileiro no mesmo ano em que retratou Goffredo da Silva Telles.


Foi também um momento de transição na carreira de Segall, que suavizou o traço expressionista que marcou o início de sua obra e passou a focar mais na figura humana, de contornos mais realistas, em sintonia com a produção modernista da época.


"Retrato de Goffredo da Silva Telles" está exposto agora num dos recortes do acervo permanente da Pinacoteca.


DESTAQUES DO ACERVO
QUANDO de ter. a dom., das 10h às 17h30; até 19/2
ONDE Pinacoteca do Estado de São Paulo (pça. da Luz, 2, tel. 0/xx/11/3324-1000)
QUANTO R$ 6 (grátis aos sábados)


Fonte: Folha de S.Paulo. Ilustrada