Notícias

Lançado livro em homenagem a Faria Lima
05/09/2012

 

04/09/2012


Da Redação


Foi realizado nesta terça-feira, 4/9, no Hall Monumental da Assembleia Legislativa, o lançamento do livro Faria Lima " Uma história de amor por São Paulo. Idealizado e coordenado por Emanuel Von Lauenstein Massarani, presidente do Instituto de Recuperação do Patrimônio Histórico no Estado de São Paulo, e por José Roberto Faria Lima, sobrinho de Faria Lima e ex-deputado federal, o livro traz uma pequena biografia do ex-governador de São Paulo, ricamente ilustrado, e depoimentos de cerca de 70 personalidades da vida pública do Estado sobre o biografado. Dentre os autores dos depoimentos constam o governador Geraldo Alckmin, os ex-governadores José Serra, José Maria Marin, Lauro Natel e Paulo Maluf, deputados e ex-deputados estaduais e secretários de Estado, além de jornalistas e outras personalidades de destaque no Estado. O presidente do Legislativo paulista, Barros Munhoz, declarou em seu depoimento: "Olhar de perto o legado que Faria Lima deixou para São Paulo me faz crer que, além de exímio "farejador", sabia enxergar o futuro: foi ele quem criou o primeiro plano diretor da cidade, as administrações regionais e o Tribunal de Contas do Município. Com tudo que ouvi em minha vida sobre Faria Lima, aprendi que um homem público tem de ser arrojado, dinâmico e empreendedor. Ele é o exemplo a ser seguido".


 


Biografia


 


José Vicente de Faria Lima, nascido em outubro de 1909, foi militar, chegando a se tornar Brigadeiro do Ar em 1958. Antes, na década de 1930, juntamente com Eduardo Gomes e outros, voou muito pelo interior do Brasil, fazendo as linhas do Correio Aéreo Nacional. Na FAB, especializou-se em engenharia da Escola Superior de Aeronáutica da França. Participou da criação do Ministério da Aeronáutica, como assistente técnico do então ministro Salgado Filho. Começou sua carreira política como presidente da Vasp no governo estadual de Jânio Quadros. Ainda no governo de Jânio, foi secretário de Viação e Obras Públicas, tendo permanecido no cargo durante a gestão de Carvalho Pinto. Em março de 1965 foi eleito prefeito de São Paulo, promovendo o alargamento e duplicação, dentre outras, da rua da Consolação e das avenidas Rebouças, Sumaré, Pacaembu, Cruzeiro do Sul e Rio Branco. Faria Lima se notabilizou pelas diversas obras viárias, como a construção das marginais Tietê e Pinheiros, avenida Radial Leste, 23 de Maio e Rubem Berta, além de obras nas áreas da saúde, educação e bem-estar social. Em sua gestão também foram iniciadas as obras do metrô de São Paulo, em dezembro de 1968. Entre as obras para a melhoria do trânsito de São Paulo, Faria Lima começou a construção de uma avenida ligando os bairros de Pinheiros e Itaim-Bibi. Após sua morte, em setembro de 1969, a avenida que se chamaria Radial Oeste recebeu o nome de Avenida Brigadeiro Faria Lima em sua homenagem. Foi realizado nesta terça-feira, 4/9, no Hall Monumental da Assembleia Legislativa, o lançamento do livro Faria Lima " Uma história de amor por São Paulo. Idealizado e coordenado por Emanuel Von Lauenstein Massarani, presidente do Instituto de Recuperação do Patrimônio Histórico no Estado de São Paulo, e por José Roberto Faria Lima, sobrinho de Faria Lima e ex-deputado federal, o livro traz uma pequena biografia do ex-governador de São Paulo, ricamente ilustrado, e depoimentos de cerca de 70 personalidades da vida pública do Estado sobre o biografado. Dentre os autores dos depoimentos constam o governador Geraldo Alckmin, os ex-governadores José Serra, José Maria Marin, Lauro Natel e Paulo Maluf, deputados e ex-deputados estaduais e secretários de Estado, além de jornalistas e outras personalidades de destaque no Estado. O presidente do Legislativo paulista, Barros Munhoz, declarou em seu depoimento: "Olhar de perto o legado que Faria Lima deixou para São Paulo me faz crer que, além de exímio "farejador", sabia enxergar o futuro: foi ele quem criou o primeiro plano diretor da cidade, as administrações regionais e o Tribunal de Contas do Município. Com tudo que ouvi em minha vida sobre Faria Lima, aprendi que um homem público tem de ser arrojado, dinâmico e empreendedor. Ele é o exemplo a ser seguido".


 


Fonte: Alesp/Notícias