Notícias

Redes de livrarias contra-atacam a Amazon.com
14/02/2012

 

DO “FINANCIAL TIMES”, EM NOVA YORK

Grandes redes do varejo de livros -como a americana Barnes & Noble e a canadense Indigo Books- anunciaram que não vão vender os títulos da nascente divisão editorial da Amazon.


As cadeias de livrarias criticam a Amazon pela estratégia de assinar contratos de exclusividade com escritores para a venda das versões digitais de seus livros.


Além do guru indiano de autoajuda Deepak Chopra, a Amazon assinou contratos para livros novos com o ator James Franco, a atriz e cineasta Penny Marshall e o vitorioso técnico de basquete universitário Bob Knight. Os termos dos contratos não foram revelados.


Se a Amazon se tornar uma potência no mercado editorial, contratos como esses poderão prejudicar as vendas de livros digitais das livrarias, fonte de receita cada vez mais importante.


Em protesto contra os contratos de exclusividade da Amazon, a IndieCommerce, plataforma de comércio eletrônico usada por lojas independentes e operada pela Associação Norte-Americana de Livreiros, retirou todos os títulos eletrônicos da Amazon que tinha à venda em seu sistema.


A Amazon não comentou.


Tradução de PAULO MIGLIACCI


Fonte: Folha de SPaulo. Mercado