Notícias

SUS terá seis remédios para moléstia do pulmão
26/09/2012

 

Doença obstrutiva afeta 8 milhões no país

 

DE BRASÍLIA

Em até seis meses, a rede pública de saúde vai passar a oferecer seis medicamentos para tratar os sintomas da chamada DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica).


A DPOC, que atinge cerca de 8 milhões de brasileiros e é uma das principais causas de morte no país, destrói estruturas do pulmão pelo contato constante com fumaça (do cigarro e da queima de lenha, por exemplo), explica Fernando Lundgren, presidente da comissão de DPOC da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia.


Os principais afetados pela doença são fumantes e ex-fumantes. Os doentes têm constante falta de ar.


Os seis medicamentos -os corticoides inaláveis budesonida e beclometasona e os broncodilatadores fenoterol, sabutamol, formoterol e salmeterol- já existem no SUS para tratar outras doenças. Agora, serão oferecidos para pacientes com a DPOC.


Eles também terão acesso a uma terapia domiciliar com oxigênio e à vacinação contra o vírus da gripe, que pode agravar a doença.


A oferta dos medicamentos e da vacina é positiva, diz Lundgren. Mas ele aponta que esses remédios não evitam as manifestações futuras da doença.


(JOHANNA NUBLAT)


Fonte: Folha de S.Paulo/Ciência+Saúde