Notícias

Manuscrito de 36 m do livro 'On The Road' será exposto em Londres
4/10/2012

 

Jack Kerouac, escritor americano escreveu o livro em apenas 3 semanas

 

Biblioteca Britânica mostrará ao público pela primeira vez em Londres texto original de Kerouac


03 de outubro de 2012 | 17h 15


Notícia


     A+ A- Assine a Newsletter  Efe


A Biblioteca Britânica mostrará ao público pela primeira vez em Londres o manuscrito de 36 metros de comprimento do livro On The Road, assinado por Jack Kerouac, como parte de uma exposição que será inaugurada nesta quinta-feira, 4.


 


Veja também:


 Site divulga imagens inéditas dos Beatles na rodagem de 'Magical Mistery Tour'


 Prêmio Portugal Telecom divulga os finalistas da edição 2012


 Curta a nossa página no Facebook


 


 


 


ReproduçãoEscritor americano escreveu o livro em apenas três semanasA mostra, intitulada On The Road: Jack Kerouac's Manuscript Scroll, explora o desenvolvimento do livro, que define a chamada Geração Beat dos anos 50 e que se transformou em um clássico da literatura americana do pós-guerra.


 


Em abril de 1951, o escritor americano escreveu a ritmo frenético, em apenas três semanas, seu livro em rolos de papel, ou seja, em folhas coladas com fita adesiva. Neste caso, a ideia de Kerouac era evitar uma troca de página e, por consequência, uma quebra em sua linha de raciocínio e criatividade.


 


A partir de 2004, esses "36 metros de livro" passaram a ser expostos em diversas cidades dos Estados Unidos e da Europa. No entanto, essa será a primeira vez que a obra será exposta em Londres e, por isso, a Biblioteca Britânica desenhou um lugar específico para poder exibir esse "papiro caseiro" ao público, que, por sua vez, poderá contemplar o raro manuscrito até o dia 27 de dezembro.


 


Segundo o curador da coleção dos EUA da Biblioteca Britânica, Matthew Shaw, o rolo de papel, que traz evidentes diferenças com o texto publicado, será acompanhado pelas primeiras edições de outros clássicos da Geração Beat, como Almoço Nú, de William Burroughs.


 


Nesta exposição, os visitantes também poderão conferir raras gravações sonoras de Kerouac, Allen Ginsberg, Burroughs e outras figuras proeminentes desse movimento de escritores americanos da década dos 50, todos extraídos do Arquivo de Som da Biblioteca Britânica.


 


Entre esses documentos sonoros, aparece uma gravação privada do escritor Neal Cassidy, o modelo empregado por Kerouac para compor o personagem Dean Moriarty, durante uma leitura de Proust.


 


"Estamos realmente encantados por dar boas-vindas ao famoso manuscrito de 36 metros de Jack Kerouac, que chega pela primeira vez em Londres", afirmou Shaw.


 


A inauguração da mostra será realizada poucos dias antes da estreia de Na Estrada, a adaptação cinematográfica, assinada por Walter Salles, que estreará no Reino Unido somente a partir do dia 12 de outubro.


 


On the Road narra a viagem de Sal Paradise e Dean Moriarty - versões fictícias do próprio Kerouac e de seu amigo escritor Neal Cassidy - na busca por novas experiências pelas estradas dos EUA e do México no início dos anos 50.


 


Fonte: Estadão.com.br/Cultura