Notícias

No Dia D, eventos celebram os 110 anos do nascimento de Drummond
31/10/2012

 

31 de outubro de 2012 | 8h 48


O poeta Carlos Drummond de Andrade


Hoje é dia de fazer festa para o poeta Carlos Drummond de Andrade, nascido há exatos 110 anos em Itabira, Minas Gerais. E eventos estão sendo organizados País afora, por instituições variadas, para integrar a programação do Dia D.

Idealizado pelo Instituto Moreira Salles e realizado pela primeira vez em 2011, ele é inspirado no Bloomsday - quando fãs de James Joyce se reúnem no mundo todo para celebrar o autor de Ulisses com palestras, leituras e uma passada nos pubs irlandeses sempre presentes nas cidades. Aqui, o Dia D inspirou um outro evento - o Hora de Clarice, que prestou, no ano passado, homenagem à Clarice Lispector em 8 de dezembro, dia de seu aniversário.

A programação do Dia D é dinâmica e vem sendo atualizada no site
diadrummond.ims.uol.com.br. Inclui cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Porto Alegre, Salvador, Brasília, Itabira e até o Porto, em Portugal - lá, Sura Berditchevsky encena a peça Cartas de Maria Julieta para Carlos Drummond de Andrade.

Por aqui, os cariocas saíram ganhando, já que a programação no Rio é mais extensa. Hoje, às 14 h, será aberta a mostra de cinema Drummond Homenageia Greta Garbo. O primeiro filme a ser exibido será Grande Hotel (14 h). Depois o público poderá assistir Dama das Camélias (16 h) e Ninotchka (18 h). Às 20 h, Ferreira Gullar, Eucanaã Ferraz e Ivan Marques participam de um bate-papo mediado por Luiz Fernando Vianna. Na Academia Brasileira de Letras, às 17h30, será realizado o recital Sete Vozes de Drummond.

Destaque também para a programação da Biblioteca Parque da Rocinha. Das 14 h às 16 h, crianças das escolas da região apresentam os trabalhos que fizeram inspiradas na obra do poeta. Haverá, ainda, rodas de leitura, contação de histórias e oficinas.

Em São Paulo, às 17h30, a Biblioteca Mario de Andrade promove o Sarau Dia D, quando o público será convidado a compartilhar suas impressões acerca da poesia de Drummond. Alunos de cursos pré-vestibular terão a chance de assistir a aula da professora Ivone Dare sobre o livro O Sentimento do Mundo, na livraria da Companhia das Letras, no Conjunto Nacional. Serão dois horários: 16 h e 17 h. Na loja do IMS, também no Conjunto Nacional, títulos sobre o poeta publicados pelo IMS e o DVD Consideração do Poema terão descontos.

A livraria Bamboletras, de Porto Alegre, também aderiu à programação dando descontos. Vale para as obras escritas por ele. Na Mineirinha, em Belo Horizonte, haverá exibição de filmes e sarau com a presença de escritores, entre os quais Carlos Herculano Lopes e Ricardo Aleixo, às 19h.

Em Brasília, palestra com os professores da UnB Alexandre Simões Pilati e Germana Henrique Pereira de Sousa na livraria Sebinho, às 19h. Lá, haverá ainda a exposição Drummond, Testemunho da Experiência Humana, das 8h30 às 20 h, além da interpretação do poema Caso do Vestido, por Adeilton Lima, às 20h30.

Na cidade natal do poeta, a festa já começou na semana passada. Hoje, a partir das 10h30, participantes do projeto Drummonzinhos recitam versos em pontos comerciais de Itabira. Na Livraria Cultura de Salvador, às 20 h, e na do Recife, às 17h, serão exibidos Consideração do Poema e Uma Pedra no Meio do Caminho - Biografia de um Poema.

Já o projeto Declame para Drummond, de um coletivo de 110 poetas, distribuirá poemas nas cidades de seus integrantes. A relação das cidades está no site marinamara.com.br.

Lançamento. Para quem não é de festa, leituras ou saraus, a dica é o lançamento da edição do Cadernos de Literatura Brasileira (283 págs., R$ 85), do Instituto Moreira Salles, dedicada ao mineiro. Há texto do poeta Armando Freitas Filho sobre o amigo Carlos Drummond; ensaio de Silviano Santiago, colunista do Sabático, sobre infância, maturidade, velhice e família; e ainda ensaios de Ferreira Gullar, Antonio Carlos Secchin, Humberto Werneck, entre outros.

A obra conta ainda com os datiloscritos dos poemas Nota social (1923) e de Carta a Stalingrado (1942) e manuscritos. Cronologia, um ensaio fotográfico de Edu Simões, seleção de frases do autor, por Michel Laub, e uma vasta seleção de fotos de Drummond completam a edição.


 


Fonte: Estadão.com.br/Cultura