Notícias

Iamspe amplia sua rede
02/11/2012

 

O Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe) investe R$ 42,2 milhões na ampliação de sua rede credenciada em hospitais, policlínicas e clínicas de fisioterapia no interior paulista. O incremento favorecerá mais de 500 mil beneficiários. Até o próximo dia 12, estarão abertas as inscrições para o credenciamento de hospitais interessados em prestar serviços nas cidades de Amparo, Bragança Paulista, Franca, Marília, Santa Cruz do Rio Pardo e São José dos Campos.


Policlínicas que quiserem prestar serviço nos municípios de Caraguatatuba, Guaratinguetá, Jacareí, Jundiaí, Peruíbe e Taubaté também podem se candidatar até 12 de novembro.


O cadastro para clínicas de fisioterapia está aberto em 13 municípios até o dia 5. São eles: Araçatuba, Araraquara, Assis, Campinas, Franca, Piracicaba, Registro, Ribeirão Preto, Santos, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Sorocaba e Taubaté. As instituições devem consultar os editais no site www.iamspe.com.br.


Os interessados têm os prazos para enviar a documentação necessária, conforme informações do edital. Equipes do Iamspe analisam os documentos e verificam as instalações do prestador de serviço. Após essa avaliação, os prestadores considerados habilitados são credenciados para a prestação de serviços.


Nova cozinha – Durante as comemorações dos 60 anos do instituto, em 29 de outubro, a administração estadual assinou novos contratos de prestação de serviços com o Hospital e Maternidade de Rancharia, Santa Casa de Misericórdia de São Bento do Sapucaí e a Santa Casa de Misericórdia de São Joaquim da Barra. A ampliação da rede credenciada vai beneficiar 220 mil usuários do Iamspe de Amparo, Araçatuba, Araraquara, Assis, Bragança Paulista, Campinas, Caraguatatuba, Franca, Guaratinguetá, Jacareí, Jundiaí, Marília, Peruíbe, Piracicaba, Rancharia, Registro, Ribeirão Preto, Santa Cruz do Rio Pardo, São Bento do Sapucaí, São Joaquim da Barra, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Sorocaba, Taubaté e Santos. Considerando-se os usuários que moram em outras cidades, das respectivas regiões, o total de beneficiários ultrapassará 500 mil.


O objetivo é ampliar ainda mais o atendimento ao servidor público estadual, que começou em 2008 com a criação do Programa de Modernização do Iamspe. Hoje, há atendimento médico próprio e credenciado em 200 cidades paulistas.


A administração estadual também anunciou investimento de R$ 40 milhões em obras no Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE), incluindo melhoramentos de acessibilidade e reforma do pronto-socorro adulto. As obras deverão ser concluídas em três anos. Na ocasião, foram inauguradas instalações da cozinha e do refeitório do hospital. A cozinha ocupa 3 mil m2 e o refeitório tem capacidade para atender 520 pessoas por turno.


Cupcake do idoso – Na cozinha, são preparados 150 tipos de dieta para pacientes internados do HSPE. Umas das receitas é o Cupcake do Idoso, com sabor chocolate, produzido com suplemento oral, hipercalórico e hiperproteico, destinado a pacientes internados, maioria acima de 60 anos.


Neste espaço gastronômico voltado à terceira idade, o Serviço de Nutrição e Dietética do HSPE desenvolve receitas nutritivas e atrativas, leves, de consistência variável e que combinam a quantidade de proteínas, calorias e vitaminas ideais para a reabilitação dos idosos. Muitos têm dificuldade de deglutir por problemas relacionados à perda do paladar e dentição incompleta, o que exige alimentação diferenciada.


Foi apresentado também o projeto Hospital Amigo do Idoso, um conjunto de iniciativas que busca o reconhecimento do HSPE como maior centro médico da América Latina especializado no atendimento a pacientes idosos. O projeto do HSPE reúne uma série de iniciativas em prol da terceira idade, como capacitação de funcionários, desenvolvimento de processos e protocolos médicos e reforma e adaptação do complexo hospitalar de 70 mil m2 e mil leitos. A reforma do complexo objetiva ampliar as condições de acessibilidade e melhora de condições para a internação do paciente idoso.


Mais fisioterapeutas – O HSPE investe na adequação do mobiliário para melhor acolhimento do idoso e em materiais educativos como a cartilha de orientação sobre uso de medicamentos e o manual para cuidadores de idosos. Além disso, ampliou o quadro de fisioterapeutas, que reabilitam pacientes idosos, propensos a quedas.


Hoje, 35,20% dos usuários do Iamspe têm mais de 60 anos, enquanto no SUS a população desta faixa etária é de 20,3%. Além disso, cerca de 60% dos pacientes internados somente no HSPE têm mais de 65 anos.


A atual população atendida pelo instituto é semelhante à que o SUS apresentará em 2050. Esse quadro credencia o HSPE como ambiente ideal para desenvolver um modelo de assistência médica a ser adotado no futuro em todo o País, acompanhando o envelhecimento da população.


 

Da Agência Imprensa Oficial e da Assessoria de Imprensa do Iamspe