Notícias

Governo de SP vai divulgar potencial eólico no Estado
03/12/2012

 

O governo de São Paulo concluiu o mapeamento do potencial do Estado para gerar energia pelo vento.


As regiões que mais se destacaram, segundo o levantamento, foram as de Botucatu/Jaú, a faixa entre as cidades de Piedade e Capão Bonito (no sul do Estado) e a área próxima ao Rio Paranapanema, perto de Ourinhos.


Nas áreas com potencial eólico, o estudo procurou considerar as diferentes velocidades médias do vento.


Com ventos a seis metros por segundo, há uma área grande, de 7.420 km², em diferentes partes do Estado.


"Isso permite uma potência instalada de 30.891 MW, o que equivale a duas 'Itaipus'. Mas sempre se opera com um terço da potência. O fator de capacitação é de 33% e, portanto, São Paulo tem, de efetivo, 10 mil MW potenciais", diz o secretário José Aníbal (Energia).


Na apresentação do atlas eólico, prevista para a próxima quinta-feira, o governo considerará, porém, a velocidade de 6,5 metros por segundo, existentes em uma área total de 1.134 Km², que possibilita 4.734 MW de potência, segundo o secretário.


"Daria cerca de 1.150 MW de potência, o que permite fazer parques eólicos", afirma.


Quanto maior a velocidade, melhor para a geração de energia eólica.


"O importante é que a energia está distribuída em regiões com alta demanda. Não teremos de trazê-la para a capital. Será consumida por lá."


Fonte: Folha de S.Paulo/Mercado