Notícias

Projeto marca parceria entre Assembleia Legislativa e Tribunal de Justiça
13/12/2012

 

Termo de cooperação e parceria do projeto Doar é legal " a vida é recarregável foi assinado por Barros Munhoz e Ivan Sartori

 





12/12/2012 23:46



Da Redação: Joel Melo foto: José Antonio Teixeira



Mário Ventura, Ivan Sartori, Olimpio Gomes e Guto Munhoz



A solenidade de implantação e cooperação do projeto Doar é
legal " a vida é recarregável, realizada nesta quarta-feira, 12/12, coloca
a Assembleia Legislativa como parceira do Poder Judiciário no projeto que visa
conscientizar as pessoas para a importância da doação de órgãos. Na página
doarelegal.tjrs.jus.br/ o interessado pode manifestar sua vontade de ser doador
de órgãos preenchendo os campos de um formulário online. Será, então, expedida
uma certidão, sem validade jurídica, atestando essa vontade. O interessado
poderá, então, imprimir a certidão e mostrá-la a seus familiares e amigos para
que eles saibam da sua intenção.



 O deputado Olimpio
Gomes (PDT), um dos responsáveis pela efetivação da parceria, abriu a
solenidade agradecendo a presença do desembargador Ivan Sartori, presidente do
Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, e elogiou a iniciativa do tribunal
de promover essa importante campanha.



 Olimpio Gomes também
anunciou a outorga da medalha Governador Pedro de Toledo - criada para
homenagear os heróis da Revolução Constitucionalista, ao prefeito Caetano
Munhoz (in memorian), ao seu filho José Augusto Barros Munhoz; e a Ivan
Sartori. Ao presidente da Comissão de Expansão e Desenvolvimento da Sociedade
Veteranos de 32, Thiago Moraes, foi oferecido o colar da vitória.



 Durante a cerimônia,
foi descerrada placa comemorativa à parceria entre os poderes pelo presidente
da Assembleia Legislativa, deputado Barros Munhoz, que se desculpou com os
presentes pela ausência - o deputado estava presidindo sessão plenária, mas fez
questão de vir descerrar a placa - e elogiou o deputado Olimpio Gomes, a quem
chamou de íntegro, sério e bem intencionado. Barros Munhoz também cumprimentou
Ivan Sartori pela campanha em prol da doação de órgãos e agradeceu sua presença
na Casa.



 Como parte da
solenidade, o coronel Mario Ventura, presidente da Sociedade dos Veteranos de
32, MMDC, entregou medalhas a personalidades que se destacaram em ações sociais
durante o ano de 2012.



 Caetano Munhoz



Nascido em Santos em 25/8/1903, Caetano Munhoz lutou, em
1932, na Revolução Constitucionalista e foi agraciado com o Diploma de Honra ao
Mérito Coronel Chico Vieira, pelo Núcleo MMDC, de Itapira, da Sociedade
Veteranos de 1932 - MMDC.



 Casou-se em segundas
núpcias com Wilma de Toledo Barros Munhoz com quem teve três filhos: José
Roberto Barros Munhoz, José Augusto Barros Munhoz e o deputado José Antonio
Barros Munhoz, atual presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo.



 Caetano Munhoz foi
prefeito de Itapira por duas vezes, de 1938 a 1942 e de 1956 a 1959, e exerceu
mandato de vereador na Câmara Municipal da cidade. Teve participação importante
em vários segmentos de atuação na sociedade itapirense. Caetano Munhoz faleceu
em Santos, em 31 de Janeiro de 1972, e foi sepultado em Itapira.



 Sobre Caetano Munhoz,
o advogado e pesquisador Antonio Sergio Ribeiro encontrou reportagem do jornal
Correio Paulistano, publicada em 26 de junho de 1940, parte da qual
reproduzimos abaixo:



 "No governo do
município encontra-se o Sr. Caetano Munhoz, moço inteligente e progressista que
vem se revelando à altura da elevada posição que em boa hora lhe foi confiada
pelo honrado Sr. Interventor Federal Dr. Adhemar de Barros.



 Empossado a 13 de
maio de 1938, é notável a soma de serviços que em tão curto espaço de tempo já
realizou em prol da terra Itapirense. Seria longo enumerá-las. Bastará um
resumo dos principais para consagrar sua administração como uma das mais
brilhantes e fecundas.



 Melhorou
sensivelmente as estradas de rodagem do município; reformou os jardins
públicos, notadamente o pitoresco Parque Municipal, dando a este aprazível
logradouro público um aspecto moderno e atraente; corrigiu as deficiências do
serviço de abastecimento de água da cidade; atacou os serviços de
pedregulhamento e assentamento de guias em inúmeras ruas e praças; estendeu a
rede de esgotos; remodelou os serviços de limpeza pública e de distribuição de
carne na cidade, estendeu a iluminação ao florescente bairro dos Prado e a
várias ruas; cuidou sem desfalecimentos da saúde pública colaborando sem reservas
com as autoridades sanitárias do Estado nos serviços de profilaxia da malária,
penphigo foliacio, etc. que incentivou a construção de novos prédios na cidade;
ampliou as zonas urbana e suburbana levando aos pontos mais distantes da cidade
os benefícios dos serviços públicos..."



Fonte: Alesp/Agência de Notícias