Notícias

Lei derruba exigência de exames médicos em academias de SP
10/1/2013

 


DE SÃO PAULO


Os frequentadores de academias de ginástica da cidade de São Paulo não precisam mais passar por exames médicos a cada seis meses e no momento da admissão.


A exigência, que estava em vigor desde fevereiro do ano passado, foi derrubada ontem após a promulgação do projeto de lei do vereador Donato pelo presidente da Câmara Municipal, José Américo.


A apresentação de atestado médico permanece obrigatória apenas para menores de 15 anos e maiores de 69.


Segundo as novas regras, publicadas no "Diário Oficial da Cidade", os frequentadores de academias deverão responder um questionário com perguntas como "você sente dores no peito quando pratica atividade física?" e "você possui algum problema ósseo ou articular que poderia ser piorado pela atividade física?".


Ao todo, são sete questões que os frequentadores precisarão responder anualmente. Se uma das perguntas tiver resposta afirmativa, será exigida a assinatura de um termo de responsabilidade em que o aluno se diz ciente de que é recomendável conversar com um médico.


No projeto, o vereador Donato afirma que a exigência de exames semestrais provocou "ônus de ordem econômica e burocrática, desincentivadoras à prática de atividades físicas".


Ele destaca ainda no documento que a "Anvisa classifica a prática de atividades em academias como de baixo risco e que a prática médica é a de recomendar exames de avaliação em periodicidade anual".


As novas normas exigem também que as academias tenham em local visível placa com os dizeres: "antes de iniciar a prática de atividades físicas ou esportivas, verifique se você não tem contraindicação".


Fonte: www.folha.uol.com.br