Notícias

Lei paulista de combate ao trabalho escravo é referência mundial sobre o assunto
15/02/2013

 

Reunião em Washington propôs criação de fórum binacional com sedes em São Paulo e Califórnia

 




 A Lei 14.946/2013, que combate o trabalho escravo fechando
empresas que utilizam esse tipo de mão de obra ainda que indiretamente, é
considerada por especialistas como a mais rigorosa punição a escravagistas
desde a Lei Áurea.



 



Isso motivou o convite enviado pelo embaixador
norte-americano do Escritório para Monitoramento e Combate do Tráfico de
Pessoas, Luis CdeBaca, para uma audiência com



o autor da lei, o deputado Carlos Bezerra Jr. (PSDB).

 



A reunião aconteceu em Washington D.C., e teve como foco criação
de um fórum binacional com sedes em São Paulo e na Califórnia (os Estados com
as mais avançadas legislações nesse tema no mundo).



 



O objetivo é o aprofundamento das discussões sobre trabalho
escravo e tráfico de pessoas. O parlamentar, ainda em Washington, teve reunião com
a cúpula da Organização Internacional do Trabalho (OIT), com o Ministério do
Trabalho dos Estados Unidos e com integrantes da Georgetown University.



Bezerra Jr. ainda foi convidado pela Free The Slaves,
principal organização não governamental
no combate ao trabalho escravo no mundo, para apresentar na sede
da entidade a lei paulista
contra escravidão.



 



Veja íntegra da metéria no DOE, 15/02/2013, Legislativo, pág.3



http://diariooficial.imprensaoficial.com.br/nav_v4/index.asp?c=12&e=20130215&p=1