Notícias

Governador cria fundo de desenvolvimento durante congresso de municípios
05/04/2013

 

É necessária uma luta contra a tendência à centralização, explica Geraldo Alckmin

 





 Joel Melo



O plenário do 57º Congresso
Estadual de Municípios aplaudiu nesta quinta-feira, 4/4, a criação, pelo
governador Geraldo Alckmin, do Fundo de Desenvolvimento Regional do Estado de
São Paulo, no 57º Congresso de Municípios, que acontece até o próximo sábado,
6/4, em Santos.



A abertura da sessão coube ao
presidente da Associação Paulista de Municípios (APM),  deputado Celso Giglio (PSDB), que mais uma vez
agradeceu, na pessoa do prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa, a
hospitalidade do povo santista, e anunciou a presença do senador Aécio Neves
(PSDB-MG), do presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, Samuel  Moreira, e do governador Alckmin, a quem
chamou de “grande municipalista”.



Samuel Moreira exaltou a
importância dos recursos para os municípios e disse que os prefeitos não se
sentem diminuídos em assinar parcerias com Estado e União para melhorar a vida
das pessoas, mas que se sentem diminuídos quando isso se torna uma prática
frequente.



Reclamando da concentração de
poder na União, o presidente da Assembleia disse que é hora da construção de um
novo pacto federativo que contemple os municípios e ofereceu a Celso Giglio o
apoio da Assembleia Legislativa. “Contem com os deputados estaduais. Nós
estamos



juntos”, finalizou.



 



Novo pacto federativo



Aécio e Alckmin também apoiaram a
criação de um novo pacto federativo, e falaram da importância do governo estar
perto do povo, referindo-se aos prefeitos e sua proximidade com a população dos
municípios. O senador fez um pequeno histórico de como essa centralização de recursos
vem crescendo desde a ditadura Vargas e de como a União resiste em mudar esse
cenário.



Alckmin disse que há uma
tendência à centralização e que é necessária uma luta por dia contra ela. “A
luta da APM é a luta do povo. Quanto mais forte o município, melhor para o
povo”, declarou o governador.



Fonte: Diário Oficial Poder
Legislativo,
São Paulo, 5/04/2013, p. 3