Notícias

Lei permite tirar nomes de militares de ruas de SP
25/04/2013

 





Atualizado: 25/04/2013 08:40 |
Por DIEGO ZANCHETTA, estadao.com.br



 

Moradores de ruas com nomes de
autoridades e políticos com histórico de desrespeito aos Direitos Humanos
poderão solicitar a mudança de nomenclatura da via à Prefeitura de São Paulo. É
o que prevê uma lei sancionada nesta quarta-feira, 24, pelo prefeito Fernando
Haddad (PT), de autoria dos vereadores comunistas Orlando Silva e Jamil Murad,
ambos do PCdoB.



 



Com base na nova lei, moradores
podem fazer um abaixo-assinado para pedir a remoção do nome de uma via pública
batizada com alguma liderança do regime militar, que vigorou no País entre 1964
e 1985. Há vários exemplos pela cidade, como o Elevado Costa e Silva. "Na
Vila Leopoldina, temos uma rua que se chama Sérgio Fleury (delegado que virou
símbolo da repressão do regime), e que muitos moradores gostariam de
mudar", argumentou Silva.



 



Atualmente, o nome de uma rua só
pode ser modificado sem uma nova lei quando existe algum logradouro com aquele
nome ou quando expõe seus moradores ao ridículo. A Câmara também deve aprovar
neste semestre um projeto de lei do vereador Nabil Bonduki (PT) que proíbe
qualquer nomeação de rua com nomes de autoridades que participaram da ditadura
militar. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Fonte: Estadão.com.br