Notícias

Educação domiciliar será debatida em audiência pública na quarta-feira
11/06/2013

 

10/06/2013 - 14h26




Ivaldo Cavalcante

Educação - Pátio - Crianças escola

Centenas de famílias brasileiras já educam crianças em casa como alternativa a educação em escolas, diz ANED.

A Comissão de Legislação Participativa debaterá a educação domiciliar em audiência pública a ser realizada na quarta-feira (12). A modalidade educacional é tema de uma sugestão feita à comissão pela Associação Nacional de Educação Domiciliar (ANED). Tramita na Câmara o projeto de lei 3179/12, que visa a regulamentar a educação domiciliar.

Os expositores serão o diretor de Relações Institucionais da ANED, Ricardo Iene Dias; o diretor jurídico da ANED, Alexandre Magno Fernandes Moreira; o professor e pesquisador da Faculdade de Educação da Universidade de Brasília (UnB) Remi Castioni; o pedagogo e educador Fábio Stopa Schebella; e a doutora em Educação Elizângela Treméa.

Ao sugerir a discussão, o presidente da ANED, Samuel Alves de Freitas, afirmou que “é de vital importância a apresentação e a discussão desse assunto” pela comissão, “levando-se em conta que a educação domiciliar é uma modalidade de educação regulamentada e praticada em cerca de 60 países, com benefícios sociais, culturais e econômicos”. Segundo ele, a educação ministrada em casa é “uma das mais eficazes, em termos de aprendizado e formação social do indivíduo” praticada “com sucesso” por “centenas de famílias brasileiras”.

  Como argumento para a realização da audiência sobre o assunto, o presidente da ANED disse ainda que grande parte da sociedade brasileira e de setores do governo têm um “conhecimento superficial” do tema.

A audiência pública será realizada às 14h30, no plenário 3.