Notícias

Prédios históricos de oficinas culturais receberão R$ 22 milhões para restauro
09/09/2013

 

Investimento será usado na reforma de edificações das cidades de São Paulo, Iguape, Sorocaba, Bauru e Santos

 

Cinco prédios históricos que abrigam oficinas culturais do Estado receberão investimento de R$ 22 milhões em obras de restauro. O anúncio foi feito pelo governador Geraldo Alckmin na tarde desta segunda-feira, 9. As licitações para contratação das obras devem ser realizadas até o final deste ano, e a expectativa é de que a recuperação tenha início no começo de 2014. Os prazos de conclusão variam de 15 a 18 meses. Veja quais reformas serão feitas e o custo de cada obra.

Em São Paulo, no bairro do Brás, será restaurado o local que abriga a Oficina Cultural Amácio Mazzaropi; em Iguape, o casarão em que funciona a Oficina Cultural Regional Gerson de Abreu; em Sorocaba, o antigo prédio da Oficina Cultural Regional Grande Otelo; em Bauru, a restauração será na Oficina Cultural Regional Glauco Pinto de Moraes; e em Santos, será feita a reforma da Oficina Cultural Pagu.

Com exceção do prédio de Bauru, os outros quatro são tombados pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico e Turístico). Em São Paulo e Santos, também são tombados pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e pelos órgãos municipais de preservação.

"Estes cinco prédios que vão ser reformados têm um duplo benefício. O benefício arquitetônico. e de outro lado, a ampliação das oficinas culturais que levam as atividades de cultura para a capital e interior de São Paulo", afirmou Geraldo Alckmin.

Além do restauro, serão feitas adequações para melhorar a acessibilidade aos edifícios. "Esta foi uma das nossa grandes preocupações e um dos pontos mais importantes de todos os projetos de restauro e modernização", disse o secretário de Cultura, Marcelo Araújo, que ainda concluiu: "ao investir na preservação destes edifícios nós estamos garantindo para as futuras gerações de paulistas uma parte da nossa história e da nossa identidade cultural".

O Estado possui 21 oficinas culturais, sendo seis na capital e as demais no interior e litoral. Com cursos e workshops abertos a toda a população, as oficinas atenderam cerca de 90 mil pessoas no ano passado.

Do Portal do Governo do Estado