Notícias

Com desvalorização de usados, queda do IPVA atinge 5,16% em 2014
26/11/2013

 

Secretaria da Fazenda define tabela do imposto, com atualização de valores venais

 



26/11/2013 às 12h02 (Atualizado em 26/11/2013 às 13h00)

Do R7

 

O IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) cairá 5,16% em 2014. A informação foi oficializada pela Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo nesta terça-feira (26), que apontou a tabela de valores venais de veículos no Diário Oficial do Estado.

A desvalorização dos veículos usados contribuiu para a queda, uma vez que o dado foi apontado pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), responsável pela coleta dos dados que servem de base para o cálculo do valor venal de carros, motos, ônibus e caminhões.

Já as alíquotas do IPVA para 2014 seguem as mesmas de 2013. Donos de veículos bicombustíveis (flex) ou a gasolina, além dos donos de picapes cabine dupla, pagarão 4% sobre o valor venal, enquanto ele será de 3% para veículos movidos a álcool, gás ou elétricos, ou que possuam a combinação desses três itens entre si.

Os utilitários de cabine simples, os ônibus, micro-ônibus e as motos vão recolher 2%, enquanto os caminhões vão pagar 1,5% sobre o valor venal dos veículos.

Para saber o valor a ser pago de IPVA no próximo ano é preciso tomar o valor venal do veículo (por exemplo, R$ 30 mil de um modelo seminovo básico) e multiplicar pela alíquota correspondente (nesse caso, 4%). Assim, nesse exemplo o proprietário do veículo pagaria R$ 1.200 de IPVA em 2014.

A população poderá ter acesso ao valor do seu IPVA a partir da segunda quinzena de dezembro de 2013, segundo o secretário Andrea Sandro Calabi. O acesso será possível através do site www3.fazenda.sp.gov.br, por meio do telefone 0800 170 110, e na rede bancária autorizada para consulta ou pagamento.

Quem pagar a cota única, em janeiro do próximo ano, terá um desconto de 3%. Em fevereiro entre os dias 13 e 26, também será possível pagar a cota única, porém sem nenhum desconto. Entre os meses de janeiro e março, será possível optar pelo parcelamento em até três vezes, também sem desconto. Veículos com mais de 20 anos não pagam o imposto.

Anteriormente, os deputados estaduais chegaram a aprovar um projeto para que o valor pudesse ser parcelado em dez vezes sem juros, mas ele acabou vetado pelo governador Geraldo Alckmin.

A base de dados levantados pela Fipe em setembro deste ano leva em conta 120 mil cotações de preços referentes a 10.795 marcas, modelos e versões de veículos, nacionais e importados, em uma área que abrange 700 revendedoras do País.

http://noticias.r7.com/sao-paulo/com-desvalorizacao-de-usados-queda-do-ipva-atinge-516-em-2014-26112013