Notícias

Pesquisa do IBGE aponta queda na mortalidade infantil no Brasil em 2012
02/12/2013

 

A média para cada mil nascidos é de 15,7 mortes

 



02 de Dezembro de 2013 atualizado às 13h15

A taxa de mortalidade infantil no país caiu de 16,1 por mil nascidos vivos em 2011 para 15,7 para mil nascidos. O dado foi divulgado nesta segunda pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em sua Tábua Completa de Mortalidade para o Brasil de 2012.

Segundo o IBGE, a taxa caiu tanto entre homens quanto entre mulheres. A taxa de mortalidade de bebês do sexo masculino caiu de 17,6 para 17 por mil, enquanto entre as crianças do sexo feminino passou de 14,6 para 14,3 por mil. O indicador tem melhorado nos últimos anos. Em 1980, por exemplo, a taxa era de 69,1 por mil. Caiu para 45,1 em 1991 e 30,5 em 2000, e chegou a 16,7 em 2010.

'Melhoraram os [indicadores] condicionantes da mortalidade infantil, entre eles a melhoria nas condições sanitárias, como o saneamento básico. O Censo de 2010 mostra que aumentou a proporção de domicílios com saneamento adequado. Outros fatores importantes são o aumento da escolaridade feminina, o aumento da renda e programas como a melhoria da qualidade do atendimento pré-natal e o incentivo ao aleitamento materno', afirma o pesquisador do IBGE, Fernando Albuquerque.

Ainda segundo a Tábua da Mortalidade, diminuiu também a mortalidade feminina dentro do período fértil- entre 15 e 49 anos. Se em 2011, para cada cem mil mulheres nascidas vivas, 98.038 iniciariam o período e 93.410 o completariam, em 2012 os números aumentaram para 98.105 alcançariam os 15 anos e 93.568 chegariam ao final do período.

http://noticias.terra.com.br/brasil/politica/pesquisa-do-ibge-aponta-queda-na-mortalidade-infantil-no-brasil-em-2012,82425092984a2410VgnCLD2000000dc6eb0aRCRD.html