Notícias

Chip federal poderá ser utilizado para pagar pedágio via Sem Parar
13/03/2012

 

Tecnologia será implantada para monitorar toda a frota do país

 

DE SÃO PAULO

O motorista do Estado de São Paulo poderá pagar pedágio utilizando o mesmo chip que o governo federal planeja instalar em toda a frota do país a partir deste ano.


O projeto do governo federal de instalar os chips de identificação vai sair da gaveta em julho, informou ontem o Ministério das Cidades.


O novo chip, que integra o Siniav (Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos), vai permitir monitorar 70 milhões de veículos.


Segundo Karla Bertocco Trindade, diretora-geral da Artesp (agência reguladora de transportes de SP), a tecnologia é a mesma utilizada para viabilizar a cobrança de pedágio por km rodado.


"Faz muito sentido migrarmos para o mesmo sistema para que as pessoas tenham um só chip no veículo."


KM RODADO


A cobrança por km rodado em São Paulo, que entrará em testes em abril, deverá estar implantada até o final de 2014. Os 2,5 milhões de veículos que usam o modelo hoje vendido com o nome de Sem Parar pela STP terão de janeiro de 2013 a novembro de 2014 para trocar o chip.


Segundo Trindade, a troca será gratuita e o motorista que já tem o serviço poderá receber o novo chip em casa.


O preço da habilitação, afirma, deverá cair dos atuais R$ 66 para cerca de R$ 15. Para ela, reduzir o valor é fundamental na estratégia do governo de atingir 100% da frota paulista com o sistema.


O dispositivo vai permitir a incorporação de outros serviços. Segundo Trindade, em outros países, é possível fazer pagamentos em posto de combustíveis ou drive-thru de lanchonete usando o chip.


Fonte: Folha de SPaulo/Cotidiano