Notícias

Bandeiras também vão elevar tarifas
11/12/2013

 

DE SÃO PAULO

A adoção em 2014 da bandeira tarifária, que vai repassar mensalmente os gastos com a geração das termelétricas para a conta de luz, também deve aumentar o gasto dos consumidores com energia.

O mecanismo vai aumentar ou reduzir a tarifa de acordo com a cor da bandeira estipulada para aquele mês, que vai variar conforme o acionamento das térmicas.

Como revelou a Folha em novembro, se esse modelo já estivesse em vigor neste ano, as tarifas teriam subido todos os meses em praticamente todo o país.

No Sudeste teriam apresentado uma alta de 12,5%, em média, segundo cálculos de Ricardo Savoia, diretor da Thymos.

No total do país, o impacto deixaria em apenas 2% a redução das tarifas em 2013, afirma Savoia. A queda média prometida pelo governo era de 20%.

"No início de 2015, com o efeito das bandeiras, o efeito das medidas do governo estará anulado."

Como o nível dos reservatórios das hidrelétricas se manteve baixo na maior parte deste ano, a bandeira adotada na região ficou vermelha (mais cara) em 10 dos 12 meses de 2013.

A expectativa para 2014, porém, é que o regime de chuvas seja mais favorável.

Marco Delgado, diretor da Associação de Distribuidoras de Energia Elétrica, diz que as próximas semanas poderão clarear as previsões sobre os preços. "O início do período úmido é determinante para fazer conjecturas para os próximos meses", diz.

Folha de S. Paulo