Notícias

Promotoria dá 45 dias para prefeitura retirar táxis dos corredores em SP
17/12/2013

 

ANDRÉ MONTEIRO
DE SÃO PAULO

O Ministério Público de São Paulo dará um prazo de 45 dias para que a Prefeitura de São Paulo proíba a circulação de táxis nos corredores de ônibus da cidade, que ficam à esquerda das vias. A recomendação para a retirada dos taxistas das pistas exclusivas será encaminhada ainda hoje para o prefeito Fernando Haddad (PT).

Segundo o promotor Maurício Ribeiro Lopes, autor da recomendação, caso a prefeitura não proceda com a retirada e não apresente argumentos razoáveis, ele entrará com uma ação civil pública contra o município obrigando a proibição.

A informação foi divulgada após uma reunião com o secretário de Transportes, Jilmar Tatto. No encontro, foi discutido um estudo realizado pela prefeitura que concluiu que os táxis prejudicam a velocidade dos ônibus nos corredores. Segundo o estudo, a presença dos táxis reduz em 25% a velocidade média dos ônibus.

Tatto afirmou que ainda não houve uma decisão da prefeitura sobre o assunto, mas que durante o prazo dado pela Promotoria haverá uma discussão com a sociedade. Ontem, Haddad disse que pretende abordar o assunto com os conselhos da Cidade e de Trânsito e Transportes.

Questionado sobre o protesto de taxistas que prejudicou o trânsito nessa segunda-feira de São Paulo ontem, o promotor Lopes afirmou que irá processar sindicatos da categoria que incitarem novos protestos.

Folha de S. Paulo