Notícias

Procon-SP quer desconto em conta de luz até 2016
19/12/2013

 

Eletropaulo tem de abater R$ 626 mi recebidos e não investidos, diz órgão

 

DE SÃO PAULO

O Procon-SP vai cobrar na próxima revisão de tarifas da Eletropaulo o desconto de R$ 626 milhões de investimento recebido e não feito pela empresa no sistema de fiação.

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) afirmou anteontem que a concessionária de energia incluiu, em balanço financeiro, investimentos de 2002 a 2011 que, na verdade, não existiam, inflando sua remuneração por meio da tarifa de energia cobrada dos consumidores.

A empresa, distribuidora de energia na Grande São Paulo, não nega nem confirma ter feito o cabeamento de 246 km, alvo da discussão.

Informa apenas que recorrerá da decisão na esfera administrativa e na Justiça.

"É difícil ter a devolução desse valor na conta individual de cada um. O que tem de acontecer é o abatimento no cálculo da revisão tarifária. Com esse desconto, pode haver reajuste menor da tarifa na conta de luz", afirma Patrícia Alvares Dias, assessora executiva do Procon-SP.

A revisão ocorre a cada quatro anos. Na Eletropaulo, a última foi em 2012, diz. "A Aneel já determinou a devolução parcelada em quatro anos. Vamos cobrar isso."

Segundo ela, "não é à toa" que, em 2012, a Eletropaulo ocupou o nono lugar entre as 50 empresas com mais queixas no Procon. Entre as principais reclamações: cobrança indevida, dúvida sobre a cobrança da tarifa e vício de qualidade, que significa má execução do serviço. (CR E TS)

Folha de S. Paulo