Notícias

Partidos vão ao TSE para manter candidatos com contas rejeitadas
15/03/2012

 

Siglas pedem que corte reconsidere proibição de candidaturas

 

GABRIELA GUERREIRO
DE BRASÍLIA

Presidentes e representantes de 18 partidos vão pedir para o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) reconsiderar a decisão de proibir, nas eleições municipais deste ano, candidaturas de políticos que tiveram as contas da campanha eleitoral de 2010 rejeitadas.


O grupo de legendas vai apoiar petição encaminhada à Justiça Eleitoral pelo PT com o pedido de reconsideração. Os partidos defendem que a decisão do TSE entre em vigor somente em 2013, um ano após ter sido tomada.


"Trata-se de uma iniciativa que o TSE tomou que não respeita a anterioridade de um ano. Ele decidiu sem dar prazo para os presidentes dos partidos trabalharem", disse o presidente do DEM, José Agripino Maia (RN).


Segundo os partidos, mais de 21 mil candidaturas ficarão prejudicadas se não houver uma reconsideração.


"A não aprovação das contas não era motivo de inelegibilidade. A cada eleição o TSE baixa uma resolução e, agora, veio essa bomba", disse o presidente do PMDB, senador Valdir Raupp (RO).


Os partidos negam que a pressão tenha como objetivo liberar "fichas-sujas" nas eleições. "A Lei da Ficha Limpa é uma coisa, essa resolução é outra", disse Raupp.


Fonte: Folha de SPaulo/Poder