Notícias

Ampliação do rodízio não terá multas no 1º mês
16/01/2014

 

Motorista terá tempo para se adaptar, diz secretário

 

DO "AGORA"

O rodízio municipal, que será ampliado no mês de abril para a periferia da capital, não terá multas no primeiro mês, segundo o secretário municipal dos Transportes, Jilmar Tatto.

A afirmação foi feita na manhã de ontem, durante uma coletiva de imprensa, depois da reunião do CMTT (Conselho Municipal de Transporte e Trânsito).

A prefeitura irá ampliar o rodízio para ao menos 375 ruas e avenidas fora do centro expandido. Entre elas estão a Radial Leste e a estrada do M'Boi Mirim.

"Tem que sinalizar para poder, no mínimo, começar o processo de fiscalização", afirmou Tatto.

Ainda segundo o secretário, a prefeitura pretende fazer uma fiscalização educativa. "Vamos dar um prazo para o motorista se adaptar", explicou Tatto.

Segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), serão instaladas 6.366 placas nas novas ruas e avenidas que farão parte do rodízio de veículos.

Além da sinalização vertical, a prefeitura também irá pintar 1.760 metros quadrados de asfalto indicando o início e o fim da restrição nas 375 vias afetadas.

Apesar de não dizer o dia em que a ampliação do rodízio passará a valer, o secretário afirmou que isso só deverá acontecer quando tudo estiver sinalizado.

Tatto também disse que a ampliação da restrição irá começar a valer em todas as novas ruas e avenidas ao mesmo tempo.

"Se fizer de forma gradual o motorista vai tentar fugir da restrição e aumentar o congestionamento em outras áreas", disse o secretário.

ESTUDO

Segundo o estudo apresentado ontem para os integrantes da comissão (representantes de sindicatos, sociedade civil e usuários de transporte público), a ampliação do rodízio irá aumentar a velocidade média dos carros em 8,5%.

De acordo com a prefeitura, o aumento da restrição também irá reduzir em 13% os congestionamentos na cidade.

(RAFAEL ITALIANI)

Folha de S. Paulo