Notícias

OMC lista Brasil como líder em 'protecionismo'
18/02/2014

 

País questionou preços em 39 ações, de outubro de 2012 a novembro de 2013

 

DE LONDRES

O diretor-geral da OMC (Organização Mundial do Comércio), o brasileiro Roberto Azevêdo, apresentou ontem oficialmente em Genebra um relatório que menciona o Brasil como campeão em investigações antidumping: ações em que questiona os preços de produtos estrangeiros.

Segundo o documento, entre outubro de 2012 e novembro de 2013, o Brasil adotou 39 ações, seguido por Índia, com 35, e EUA, com 34.

Entre 2011 e 2012, o Brasil também manteve a dianteira, com 48 investigações.

Os números reforçam a imagem no exterior, principalmente na União Europeia, de que o Brasil tem buscado medidas restritivas contra importações.

Em dezembro, por exemplo, o bloco europeu questionou na OMC ações do governo brasileiro de incentivo à indústria nacional, com foco no setor automotivo, como o aumento do IPI para carros importados.

Apesar da "liderança", a OMC destaca a queda de 48 para 39 no número de barreiras como um sinal positivo.

O relatório foi distribuído a todos os 160 membros da OMC no fim de janeiro e passou a ser debatido oficialmente desde ontem com a apresentação dos dados pelo diretor-geral em Genebra.

(LEANDRO COLON)

Folha de S. Paulo