Notícias

Decisão sobre rodízio de água sai após Carnaval
27/02/2014

 

DANIELA LIMA
DE SÃO PAULO

O governo de São Paulo e a Sabesp tomarão uma decisão sobre a necessidade do racionamento de água nas áreas da Grande São Paulo que são abastecidas pelo sistema Cantareiras após o Carnaval.

A expectativa de técnicos da empresa é de que haja dois ou três dias "de chuvas volumosas" após domingo. Para que houvesse algum alívio, seria necessário que a chuva caísse na região das represas que ficam na divisa entre São Paulo e Minas.

Segundo pessoas que atuam na empresa, a Sabesp deve usar o chamado volume morto de água para auxiliar o abastecimento, já que o nível da água está ficando abaixo dos dutos de captação.

A principal alternativa seria inflar artificialmente o volume de água, colocando estruturas semelhantes a barragens no sistema de água.

O agravamento da situação no sistema Cantareira levou o governador Geraldo Alckmin (PSDB) a dizer que uma decisão pelo racionamento seria "técnica". A Sabesp já possui um plano de redução de fornecimento de água.

Folha de S. Paulo