Notícias

Marginal Tietê recebe pôlder para conter enchentes
06/03/2014

 

Primeiro de seis pôlderes etá localizado na margem direita do rio Tietê, na altura da ponte da Vila Maria

 

Foi inaugurado nesta quinta-feira, 6, um dos seis pôlderes que vão auxiliar no combate às enchentes na Marginal Tietê, na capital. Localizado à margem direita da ponte da Vila Maria, a obra foi realizada pelo Daee (Departamento de Águas e Energia Elétrica).

O governador Geraldo Alckmin classificou o pôlder como "uma obra importantíssima para São Paulo". Alckmin explicou o funcionamento do sistema. "Ele [o pôlder] capta água da marginal por um sistema de microdrenagem e joga dentro do reservatório que tem 2.700 m³."

O pôlder é composto por um dique (muro de contenção), reservatório, dutos e bombas. Quando ocorrem chuvas de grande intensidade, especialmente no verão, os diques fazem o trabalho de isolamento das águas, que são coletadas numa espécie de piscina (um pequeno reservatório que, neste caso, não chega a ser um piscinão). A água é armazenada e lançada de volta ao rio, após o período de pico de vazão. "Isso faz com que a marginal não fique alagada", disse Alckmin.

Este é o primeiro de um conjunto de pôlderes que vêm sendo implantados também na Marginal Tietê, junto às pontes da Vila Maria, na margem esquerda (50% executado), Aricanduva, na margem direita (82% executado e esquerda 40% executado), Vila Guilherme, na margem esquerda (50% executado) e Limão, na margem direita, cujo muro já está concluído e aguarda a liberação ambiental para retirada de árvores para construção reservatório.

O investimento do Governo do Estado é de R$ 61,6 milhões em todo o sistema, que deverá aumentar em 20% a vazão máxima do rio Tietê, sem risco de extravasamento, ampliando em 200 m³ por segundo na região do Cebolão.

Do Portal do Governo do Estado