Notícias

PF usa teste de DNA para descobrir se bacalhau é falso
12/04/2014

 

DO VALOR - A Polícia Federal de Itajaí (SC), em parceria com o Ministério da Agricultura, começou uma operação de fiscalização para combate a irregularidades no comércio de pescados.

Até o momento, oito empresas foram autuadas por suspeitas de fraude.

A operação começou nos meses de junho e julho de 2013, quando espécies de pescados foram encaminhadas à Polícia Federal de Brasília para exames de DNA.

Segundo o chefe da inspeção de pescado do ministério, Sidney Liberati, empresas rotulam seus produtos com a falsa denominação de espécies nobres, como o linguado, o congrio e o bacalhau, mas na verdade embalam espécies de valor comercial muito inferior e às vezes de "procedência duvidosa".

Segundo Liberati, as análises comprovaram não apenas a ocorrência da venda de peixes "falsos" como também a venda de espécies cuja captura é proibida, por estarem ameaçadas de extinção.

Folha de S. Paulo