Notícias

Câmeras da PM darão alerta automático sobre crimes
17/04/2014

 

Sistema usado na cidade de Nova York foi comprado pelo governo por R$ 9,7 milhões

 

DE SÃO PAULO

O governo de São Paulo anunciou ontem a compra de um sistema de policiamento que vai emitir alertas quando câmeras flagrarem situações suspeitas como a entrada de um homem mascarado em uma agência bancária.

Isso vai ser possível porque o programa reconhece cerca de 10 mil padrões de crimes. Eles foram criados pela polícia de Nova York, que adotou o sistema há sete anos.

Segundo o governo, o sistema será alimentado por cerca de 500 câmeras da Polícia Militar na capital, além de outras mil da prefeitura. Também poderão ser integradas câmeras de lojas ou prédios.

Uma das vantagens é que os alertas são automáticos. Em São Paulo, é preciso ter um policial para cada dez câmeras, mas em Nova York os 6.000 aparelhos são monitorados por cinco pessoas.

Outra funcionalidade do sistema é de rastrear veículos, já que as placas serão lidas por câmeras em tempo real e os dados serão armazenados para consultas futuras.

Por exemplo, quando uma vítima informar à polícia que os bandidos fugiram em carro vermelho com placa de final 5, o sistema poderá localizar todos os veículos com essas características na região do crime e emitir alerta para a viatura mais próxima.

Para localizar um carro roubado, a polícia também poderá refazer o trajeto percorrido com base na placa.

Além da função preventiva, o sistema também vai integrar todos os bancos de dados das polícias para a criação de uma espécie de "Google" da investigação.

A previsão é que a instalação leve quatro meses e a implantação completa, um ano.

O sistema foi comprado da Microsoft por R$ 9,7 milhões e também prevê adaptações e o treinamento de policiais.

Folha de S. Paulo