Notícias

Em 1 mês, nível do Cantareira cai 4,2 pontos percentuais
30/06/2014

 

Volume armazenado foi de 25% para 20,8%; chuvas estão abaixo da média

 

Agência recomenda que Sabesp leve em conta cenário mais 'desfavorável', ao menos até novembro

DE SÃO PAULO

Em um mês, o nível de água do sistema Cantareira, principal reservatório de abastecimento de água da Grande São Paulo, caiu 4,2 pontos percentuais.

No domingo (29), o volume armazenado era de apenas 20,8% da capacidade total, segundo a Sabesp. No dia 30 de maio, essa quantidade alcançava 25%.

O índice de chuva acumulada registrado na região neste mês foi de 15,7 milímetros -- bem abaixo da média para o período, que é de 56 mm, de acordo com a Sabesp.

Segundo documento divulgado pela ANA (Agência Nacional de Águas), a quantidade de água que o manancial deverá receber nos próximos meses é menor do que será utilizado.

Segundo a publicação, a Sabesp precisa considerar um cenário mais "desfavorável" para garantir o abastecimento de água até novembro, período que começam as chuvas de verão.

A Sabesp retira, em média, 20,5 mil litros por segundo das represas que compõem o sistema Cantareira.

No período anterior à estiagem, a captação era de 30 mil litros por segundo.

Cerca de 9 milhões de pessoas recebem água do Cantareira. O reservatório atende, ainda, municípios no entorno de Campinas (SP).

Folha de S. Paulo