Notícias

Obra para 2ª cota do 'volume morto' é autorizada
13/08/2014

 

DE SÃO PAULO

A Sabesp anunciou nesta terça-feira (12) que obteve autorização para as obras de retirada da segunda parcela do chamado "volume morto" do sistema Cantareira.

O "volume morto" é a água que fica no nível mais profundo das represas. Por estar abaixo das comportas, ela precisa ser bombeada à superfície.

Essa reserva do Cantareira tem cerca de 400 bilhões de litros de água. Desde o dia 15 de maio, 183 bilhões desse montante estão sendo bombeados.

No mês passado, a Sabesp pediu para bombear mais 100 bilhões de litros.

O volume exato a ser captado nessa segunda etapa será determinado após as obras.

É necessário o consentimento da ANA (Agência Nacional de Águas) e do DAEE (Agência Nacional de Águas).

O custo e a data de início das obras não foram divulgados pela Sabesp.

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) já tinha apontado no final do mês de julho a necessidade de captar uma segunda cota do "volume morto" do Cantareira caso a escassez de chuvas se estendesse até setembro.

Nesta terça-feira (12), o sistema Cantareira tinha apenas 13,6% de sua capacidade de armazenamento.

Folha de S. Paulo