Notícias

Arquivo do Estado no mundo digital
11/12/2014

 

Uma das principais referências na historiografia brasileira, o centenário Arquivo do Estado de São Paulo vive um momento auspicioso com a tecnologia digital. Preparou mudanças em seu site, agora inteiramente reformulado e de fácil navegação, de modo que oferece ao internauta todos os serviços prestados pela instituição. O resultado foi a ampla pesquisa do acervo que já soma mais de 400 mil imagens de documentos disponíveis para consulta.

O novo portal é funcional em vários aspectos: tem ferramentas de acessibilidade como contraste, aumento e diminuição de fonte, além de ser responsivo, isto é, seu leiaute adapta-se à tela utilizada pelo usuário, funcionando de modo específico em tablets e smartphones.

Constam do seu conteúdo trabalhos de gestão documental, como Assistência aos Municípios, Sistemas de Arquivos e Spdoc (sistema informativo que promove a gestão arquivística de documentos); Difusão (Ação Educativa, Exposições Virtuais e Sites Temáticos); Acervo (como o Deops – Departamento Estadual de Ordem Social de São Paulo) e Repositório Digital; e, ainda, Política de Acesso, com informações sobre a Central de Atendimento ao Cidadão – CAC, Comissão Estadual de Acesso à Informação, Direitos do Cidadão e Critérios de Restrição.

Além disso, a homepage traz novo visual, com notícias e informativos mensais produzidos pelo Núcleo de Comunicação e vídeos hospedados em seu canal no Youtube. Legislações, publicações, serviços e acesso à informação podem ser pesquisados de maneira rápida e acessível.

Ineditismo – Na sexta-feira, 5, uma das inovações foi trazida a público por meio do lançamento do e-book Arquivo em Imagens: Popular/Populismo, volume final da série Última Hora (UH), que reúne fotografias produzidas na época de ouro do jornal, décadas de 1950 e 1960.

Sexto volume de uma série iniciada em 1997, o livro traz 138 fotos de temas variados e textos sobre a história do jornal carioca UH. Obra leve, de fácil manuseio e leitura, que não perde o teor da época que representa. Os volumes impressos abrangeram os temas futebol, política, artes e ilustração. Eles podem ser consultados no Arquivo do Estado ou em PDF.

O e-book foi organizado pela historiadora Monique Félix e tem prefácio de Moura Reis, jornalista que trabalhou na Última Hora. Fundado em 1951 por Samuel Wainer, o jornal chamou a atenção pela estética inovadora e temática da imprensa brasileira.

Arquivo em Imagens: Popular/ Populismo tem quatro capítulos, cada um dedicado a um presidente: Getúlio Vargas (o patrono do jornal), Juscelino Kubitschek, Jânio Quadros e João Goulart. São 166 mil fotografias e 600 mil negativos, abrangendo o período entre 1951 e 1970. Algumas fotografias foram publicadas nos volumes anteriores da série UH. Arquivo em Imagens não se restringe a lembrar a história política do Brasil da época, mas destaca um período apaixonante daquela era: a questão do populismo.

As imagens pertencem ao Fundo Última Hora e estão sob a guarda do Arquivo Público, adquirido pelo Governo do Estado de São Paulo em 1989. O fundo reúne ampliações fotográficas, negativos, 2.223 ilustrações e uma coleção de edições da Última Hora do Rio de Janeiro nos quase 20 anos de circulação.

DOE, Executivo II, 11/12/2014, p. III