Notícias

Estado fará campanha para constranger 'gastão' de água
18/12/2014

 

Balanço aponta que um em cada quatro clientes tem aumentado consumo

 

Estratégia ocorre em meio a outras medidas estudadas por Alckmin, como sobretaxar conta de quem gastar mais

LÍGIA MESQUITA
DE SÃO PAULO

Os moradores de São Paulo que aumentaram seu consumo de água em meio à crise hídrica no Estado serão alvo de uma nova campanha publicitária do governo paulista no começo de 2015.

A ideia é constranger os "gastões" --expressão que tem sido usada pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) nos últimos dias para chamar esses consumidores.

Balanço da Sabesp aponta que um em cada quatro clientes tem elevado seu consumo.

A estratégia ocorre num momento em que Alckmin tem outras ofensivas voltadas para quem gasta muita água.

O Estado fez uma mudança no comando da secretaria responsável pela área e voltou a estudar uma sobretaxa para quem eleva seu consumo --proposta aventada e descartada meses atrás.

Alckmin negocia com prefeitos para anunciar essa sobretaxa junto com um pacote de multas contra desperdício. A ideia é que as prefeituras adotem punições para quem, por exemplo, for flagrado lavando a calçada.

O novo secretário de Recursos Hídricos, Benedito Braga, defende "tarifa diferenciada" para quem consome mais.

Em meio à crise hídrica, a Sabesp aumentou neste ano em R$ 11 milhões seus gastos com publicidade --previstos inicialmente em R$ 43,75 milhões para seis meses.

Em fevereiro, colocou no ar uma campanha com Rodrigo Faro pedindo aos paulistas para economizarem. No mês passado, fez outra, estrelada pelo ator Juca de Oliveira, que dizia: "Estamos vivendo a pior seca dos últimos 84 anos e, ainda assim, vemos gente jogando água fora".

No período eleitoral, porém, houve enfraquecimento e interrupção delas na TV.

CRIANÇAS CONSCIENTES

A Sabesp lançará um calendário temático ("Crianças: Guardiões das Águas Mirins"), com desenhos sobre uso racional da água feitos por crianças entre 4 e 12 anos --filhos, netos e sobrinhos de colaboradores da Sabesp.

As 12 ilustrações escolhidas foram eleitas em um concurso com 106 crianças.

Folha de S. Paulo