Notícias

Projeto prevê multa de até R$ 1.000 para desperdício
18/01/2015

 

DE SÃO PAULO - O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), analisa um projeto encaminhado pelo governo estadual aos municípios da Grande São Paulo que pretende aplicar multas para o uso excessivo de água tratada pela Sabesp.

Conforme o jornal "O Estado de S. Paulo" noticiou neste sábado (17), a penalização para quem lavar calçadas em frente a edifícios comerciais ou residenciais com água da rede de abastecimento poderá ser de R$ 250 a R$ 1.000.

Qualquer pessoa que flagrar uma infração pode delatá-la a um fiscal da prefeitura, que, então, deverá investigar a veracidade da ocorrência.

Antes de adotar a medida, Haddad deve encaminhar o projeto à Câmara Municipal no começo de fevereiro, após o recesso parlamentar.

A proposta também foi entregue aos prefeitos da região metropolitana, para que eles discutam a aplicação das multas em seus municípios.

Folha de S. Paulo