Notícias

Haddad põe Padilha na pasta de Relações Governamentais
22/01/2015

 

Convite ao candidato derrotado do PT ao governo paulista teve aval de Lula

 

Caberá ao ex-ministro lidar com a base aliada na aprovação de projetos, como nova lei de ocupação de solo

DE SÃO PAULO

O ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha (PT) será secretário de Relações Governamentais da prefeitura.

Com o aval do ex-presidente Lula, ele foi convidado pelo prefeito Fernando Haddad (PT) e aceitou o cargo. Atuará no lugar de Paulo Frateschi, também próximo a Lula.

Uma das principais apostas do ex-presidente nas eleições, Padilha ficou em terceiro lugar na disputa pelo governo paulista, em um dos piores resultados do PT no Estado.

Caberá ao ex-ministro lidar com a base aliada, que tem cobrado caro de Haddad para aprovar projetos importantes. O principal será a nova lei de uso e ocupação de solo, que especifica as regras do Plano Diretor aprovado no ano passado, alvo de muitos lobbies.

Para o PT, é importante manter Padilha no cenário político, pois ele é potencial candidato tanto ao governo quanto ao Senado em 2018.

Haddad ainda ofereceu a Padilha como possibilidades a secretaria de Saúde, sua área de atuação, ou a Coordenação de Subprefeituras. Mas a preferência foi pela pasta de Relações Governamentais.

Com dois anos de mandato, Haddad tem promovido uma reforma do secretariado. Antes de Padilha, ele havia anunciado Gabriel Chalita (PMDB) na Educação e Eduardo Suplicy (PT) em Direitos Humanos e Cidadania.

(ARTUR RODRIGUES E GUSTAVO URIBE)

Folha de S. Paulo