Notícias

Lembre-se de usar o cinto de segurança
15/01/2015

 

“Senhor, sinto muito, vou multá-lo por não usar o cinto de segurança”, diz o guarda. O trocadilho pode ser infame, mas a mensagem é séria e importante para quem está ao volante e também para os caronas, principalmente os do banco traseiro que, geralmente, acreditam ser desnecessária esta prevenção.

Pesquisa realizada pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), no mês passado, revelou que 53% dos passageiros que viajam no banco traseiro não usam cinto de segurança. O levantamento, feito nas 45 rodovias concessionadas do Estado de São Paulo, mostra ainda que 15% das pessoas no banco dianteiro não usam o cinto; e 13% dos motoristas trafegam sem o equipamento.

De 2012 até outubro passado, 69,4% dos viajantes que se sentavam atrás morreram em acidentes nas estradas por estar sem o cinto. Já os óbitos dos caronas que estavam no banco da frente, sem o dispositivo, chegam a 38,4% e os de motoristas, a 50,1%.

Mais campanhas – Dados sobre a quantidade de vítimas de acidentes nas rodovias sob concessão que não usavam cinto de segurança demonstram a necessidade de constantes campanhas de sensibilização dos motoristas e passageiros.

Para reduzir acidentes por esse motivo, a Artesp iniciou campanha publicitária mostrando as desculpas dos usuários – como “eu não sabia” – para não utilizar o cinto de segurança no banco de trás. A iniciativa está sendo veiculada na televisão, nas rádios e na internet. A divulgação se estenderá até o mês de junho.

Ainda como parte do programa, será instalado, em breve, um simulador de impacto na Arena Tribuna, em Santos. O equipamento, que poderá ser utilizado pelos turistas que visitarem o local até 1º de fevereiro, simula uma batida de carro.

A campanha também está sendo mostrada no aplicativo de trânsito Waze (www.waze.com/pt/br), originalmente em inglês, mas com opção em português. É uma ferramenta de trânsito e navegação conhecida no mundo todo, que tem como base uma comunidade de usuários que trocam experiências sobre o tema.

Além disso, foram instaladas 94 faixas nas rodovias chamando a atenção para a necessidade – e obrigatoriedade – do uso do cinto e estão sendo distribuídos mais de um milhão de fôlderes nas praças de pedágio. Os painéis eletrônicos de mensagem instalados nas rodovias reforçam a adoção do hábito de usar o cinto de segurança.

Desenho educativo – É importante lembrar que a não utilização do cinto é considerada infração grave pelo Código de Trânsito Brasileiro (artigo 65), e rende multa de R$ 127,69 por passageiro, além de gerar cinco pontos na carteira de habilitação.

O médico Dirceu Rodrigues Alves Júnior, diretor da Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet), informa que motorista e acompanhante, sem usar o equipamento e também na ausência de airbag no veículo, nas colisões frontais, sofrem inúmeras fraturas, lesões na face e nos membros inferiores. E criança sem cadeirinha sentada atrás é arremessada para frente ou para fora do carro.

No mais famoso site de vídeos do mundo, no link https://www.youtube.com/watch?v=XC_l1-mdZxQ, há um desenho animado de cinco minutos muito interessante sobre o tema. Uma professora vestida de guarda rodoviário e um semáforo meio desajeitado explicam às crianças, na sala de aula, a importância e o melhor jeito de utilizar o cinto.

DOE, Executivo II, 15/01/2015, p. I