Notícias

MEC cria bônus para diretor de escola pública
04/02/2015

 

Segundo projeto, pagamento será condicionado a desempenho em curso de qualificação

 

DE BRASÍLIA

Diretores de escolas públicas de grande porte poderão fazer um curso de qualificação e, em troca, ter acesso a um bônus mensal pago pelo Ministério da Educação.

Esse é o modelo de um novo programa que o ministro Cid Gomes está formatando. O projeto será colocado em consulta pública nesta semana e ficará aberto a sugestões durante 15 dias.

A ideia é oferecer a esse público uma capacitação em temas como gestão administrativa e financeira, além da abordagem de questões pedagógicas. A participação do diretor será voluntária.

O pagamento do benefício ficará condicionado ao desempenho em avaliação aplicada ao fim do curso. O valor ainda não foi definido, mas possivelmente vai variar de acordo com a formação dos gestores: aquele que possui título de mestre, por exemplo, pode ter bônus maior.

Hoje, não há estatísticas oficiais sobre a formação dos diretores: o dado coletado no censo escolar é restrito aos que atuam em sala de aula. "O diretor é uma figura importante na escola: quem tem um diretor mais qualificado tem desempenho melhor", disse Cid Gomes.

Em tempos de ajuste fiscal e orçamento limitado, o ministro afirma que o benefício terá pouco impacto nas contas da pasta. Inicialmente, o foco serão as escolas com mais de 500 matrículas.

De acordo com dados oficiais, do total de 118.916 escolas públicas de ensino fundamental, 14.728 (12,4%) têm esse perfil. Já no ensino médio, são 1.409 unidades, de um total de 3.730 (37,7%).

Folha de S. Paulo