Notícias

Câmara aprova projeto que libera cães e gatos em ônibus municipais
12/02/2015

 

Bichos de até 10 kg poderão ser levados em caixas especiais caso texto seja sancionado pelo prefeito

 

Menos burocracia para poda de árvore, mudança em nome de rua e desconto no IPTU também foram aceitos

DE SÃO PAULO

Vereadores da Câmara Municipal de São Paulo aprovaram nesta quarta-feira (11) um projeto que autoriza que passageiros possam entrar em ônibus da rede municipal com animais domésticos de pequeno porte, como cães e gatos.

Entretanto, nem todos os pets serão aceitos, de acordo com o projeto: só será permitida a entrada de animais com até dez quilos. Eles também deverão estar, obrigatoriamente, em caixas especiais para o transporte de animais.

O transporte de bichos peçonhentos continua proibido nos coletivos.

O projeto de lei, aprovado nesta quarta, em segunda votação, ainda precisa da sanção do prefeito Fernando Haddad (PT). A prefeitura fará um estudo sobre a viabilidade da medida.

Atualmente, apenas cães-guias são permitidos nos ônibus municipais.

Se for sancionado pelo prefeito, para entrar no veículo o dono do animal terá que apresentar um certificado de vacinação do bicho de estimação ao cobrador. O documento precisará estar em dia.

OUTROS PROJETOS

Na sessão desta quarta-feira, os vereadores também aprovaram, em segunda votação, um projeto de lei que determina novas normas para a poda de árvores na capital paulista.

Agora, os subprefeitos não precisarão mais assinar o laudo do engenheiro que autoriza a poda. A medida visa agilizar o processo.

A Câmara também determinou a mudança de nome de uma parte da tradicional rua Turiassu, na Pompeia (zona oeste). O trecho entre as ruas Cayowaá e a Carlos Vicari passará a se chamar "Palestra Itália."

Os parlamentares também aprovaram um projeto que dá desconto no IPTU para prédios comerciais que tenham áreas com jardim no térreo ou no último andar.

Folha de S. Paulo