Notícias

Projeto que limita fusão de siglas deve ser votado na 4ª
20/02/2015

 

Proposta visa barrar plano de Kassab, que atua para recriar o PL e atrair congressistas

 

DE BRASÍLIA

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) quer colocar em votação já na próxima quarta (25) o projeto que dificulta a fusão de partidos.

De autoria do líder do DEM, Mendonça Filho (PE), a proposta visa barrar, no curto prazo, as movimentações políticas do ministro Gilberto Kassab (Cidades).

Cacique do PSD, o ex-prefeito de São Paulo trabalha nos bastidores e com o aval do governo para recriar o Partido Liberal. Posteriormente, a ideia é fundi-lo ao seu PSD.

Se o projeto for aprovado, Cunha imporá nova derrota ao Palácio do Planalto. Isso porque o governo patrocina nos bastidores a criação de um novo partido para diluir o peso do PMDB dentro de sua base de apoio.

A proposta de Mendonça Filho, apoiada pela oposição e pelo PMDB, prevê que somente será permitida a fusão dos partidos após cinco anos de sua criação.

Desta forma, o PL já nasceria enfraquecido, já que um parlamentar migraria para um partido com tempo insignificante de propaganda eleitoral por cinco anos.

O tempo de TV é hoje o principal atrativo de partidos para políticos que disputam eleições.

(ANDRÉIA SADI)

Folha de S. Paulo