Notícias

Folia na Vila Madalena terá limite de pessoas e de ruas
20/02/2015

 

Novas regras valem para eventos previstos neste fim de semana no bairro

 

Até 15 mil foliões poderão ficar na área delimitada, onde será proibida a entrada de bebida e comida

DE SÃO PAULO

A folia de rua terá regras mais rígidas neste fim de semana na Vila Madalena, bairro boêmio da zona oeste cuja grande concentração de pessoas foi alvo de queixas de moradores e comerciantes durante o Carnaval.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública, a festa ficará restrita a uma área delimitada, com bloqueios de entrada e saída, onde ficará proibido o acesso de carros --exceto os de moradores--, bebidas alcoólicas, garrafas ou comida. Apenas ambulantes cadastrados poderão vender esses produtos.

Outra medida estipulada foi o limite máximo de 15 mil pessoas. Chegando a isso, a Polícia Militar vai fechar a área.

Isso também poderá ocorrer quando ficar constatada a alta concentração de pessoas --correspondente a cinco ou mais foliões por metro quadrado-- no eixo da rua Aspicuelta (da rua Fidalga até a rua Simão Alvares) com rua Mourato Coelho (limites dos pontos de entrada e saída).

TUMULTOS

As regras foram anunciadas na noite desta quinta (19).

A pasta informou que elas foram decididas em reunião da qual participaram o secretário Alexandre de Moraes, o comandante-geral da PM, Ricardo Gambaroni, e o subprefeito de Pinheiros, Angelo Salvador Filardo Jr., além de técnicos da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego).

A normas visam evitar tumultos e confrontos, como o que ocorreu na madrugada de terça-feira (17), quando policiais militares que faziam a dispersão atiraram bombas de gás contra foliões que haviam arremessado garrafas.

A limitação de pessoas também tem o objetivo de facilitar a dispersão no horário determinado pela prefeitura.

Algumas medidas já haviam sido estabelecidas, mas foram insuficientes para impedir problemas no Carnaval.

O horário de dispersão, à 1h, não foi cumprido em alguns dias. A proibição de venda de bebidas alcoólicas também não evitou que o consumo ocorresse, já que muitas pessoas as levaram para a festa.

DEPREDAÇÃO

Moradores e lojistas também reclamaram de muita sujeira e depredação, tanto nas ruas quanto nas residências.

A Vila Madalena teve, neste Carnaval, 37 dos 300 blocos cadastrados pela prefeitura na cidade.

As ações de fiscalização serão feitas pela prefeitura, com apoio do policiamento, que começará às 13h e prosseguirá até o término do evento e da limpeza do local.

Folha de S. Paulo