Notícias

Regra dificulta registrar na polícia roubo de celular
02/03/2015

 

Código exigido pode bloquear o aparelho

 

DO "AGORA"
Vítimas de roubo e furto de celular não estão conseguindo registrar ocorrências nas delegacias da capital e de algumas cidades da Grande SP caso não informem o Imei (numeração de identificação do aparelho, de 15 dígitos).

Na semana passada, a reportagem questionou escrivães de 20 delegacias da cidade de São Paulo sobre a realização desses registros.

Em todas as ocasiões, foi exigido o número do Imei. O mesmo procedimento foi adotado por policiais de Santo André e São Bernardo (ABC), Osasco e Barueri.

Desde maio do ano passado, a Polícia Civil começou a incluir o Imei nesse tipo de boletim de ocorrência.

Em fevereiro, a Secretaria da Segurança Pública também baixou uma resolução, que permite à Polícia Civil solicitar às operadoras o bloqueio imediato do aparelho assim que o boletim de ocorrência é registrado.

A assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Segurança Pública informou por meio de nota que o número do Imei é necessário apenas para boletins de ocorrência feitos pela internet.

Folha de S. Paulo