Notícias

Serviços públicos e gratuitos na tela do celular
05/03/2015

 

Para ampliar as possibilidades de comunicação entre o poder público e o cidadão, a equipe de Produtos e Inovação da Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (Prodesp) iniciou, em maio de 2012, o conceito do aplicativo SP Serviços.

Quase três anos depois, o app gratuito, lançado em maio de 2014 pelo Governo paulista para celulares de última geração (smartphones), caiu no gosto dos usuários – foi baixado mais de 16 mil vezes.

O cientista da computação Gustavo Alberto, gerente de Produtos e Inovação da Prodesp, destaca que o SP Serviços é um dos cinco pilares do chamado Poupatempo 2a Geração. A nova versão do programa visa a modernizar a estrutura de atendimento presencial e eletrônico ao cidadão e será lançada até o final deste semestre.

Ícones e categorias – O agregador desenvolvido pela Prodesp oferece 17 opções de aplicativos para serem adicionados no smartphone, com diferentes serviços das secretarias do Governo do Estado. Permite ao usuário instalar somente os que desejar, tocando nos ícones ou, ainda, localizando-os pelas categorias: Agropecuária (1 app), Cidadania (2), Educação (1), Finanças (1), Inter nacional (1), Moradia (2), Segurança (1), Transportes (4), Turismo (1) e Veículo (3) (relação completa na página ao lado).

O app da Prodesp está disponível para download em duas plataformas, porém com usos e possibilidades semelhantes. A primeira delas é na loja Google Play, para celulares de diversos fabricantes equipados com o sistema operacional Android, criado e distribuído pelo Google. A segunda é na App Store – central de aplicativos para iPhone, telefone da marca Apple que roda o sistema iOS. Não há, ainda, versão do programa para Windows Phone.

Diversidade – A lista atual do SP Serviços inclui os seguintes apps: Acessa SP; Casa Paulista; CDHU; Consulta GTA; CPTM oficial; DER-SP; Detran.SP; EMTU; EspiaAquiSP; Metrô de São Paulo; PGE-SP – Dívida Ativa; Secretaria Escolar Digital; SIC-SP; SP Global; Simulado Detran.SP; Unidades Consulares; Unidades Policiais de SP.

Até o final do ano, a Prodesp pretende lançar e integrar mais 13 apps, totalizando 30 aplicações. Dos 17 atuais, 15 foram desenvolvidos pela Prodesp e dois (Metrô e EMTU) pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos. Há, ainda, mais programas do Estado disponíveis para download nas lojas virtuais: o Leitor Danfe e o Verifica CFe, ambos da Secretaria da Fazenda, porém, ainda não foram incorporados ao agregador da Prodesp.

Desenvolvimento – O tempo médio de criação de um app na Prodesp é de dois meses. Esse trabalho é comandado pela desenhista industrial Andrea Jin, coordenadora de Inovação e Consultoria – equipe com dez profissionais (oito arquitetos de informação e dois designers) responsáveis por produzir e atualizar as versões das novas aplicações usando as ferramentas nativas de desenvolvimento do Android e do iOS.

Andrea ressalta que a Prodesp segue à disposição das secretarias de Estado interessadas em apps sob medida com seus serviços direcionados ao cidadão. É possível, também, adaptar e incorporar aplicativos já desenvolvidos ao SP Serviços e, inclusive, atender necessidades específicas, como, por exemplo, criar uma versão para iOS de um programa produzido na plataforma Android ou vice-versa.

Além de ampliar a interatividade e o acesso móvel da população a serviços públicos, Andrea destaca outra possibilidade de uso para a ferramenta da Prodesp. Por meio da chamada tecnologia push, os órgãos estaduais podem transmitir mensagens com imagens e texto de modo gratuito e on-line aos usuários que tenham baixado o aplicativo. A opção é uma alternativa às mensagens do tipo Short Message Service (SMS) – serviço cobrado pelas operadoras de telefonia.

DOE, Executivo I, 05/03/2015, p. II