Notícias

Palestras e informações para consumidores
12/03/2015

 

Diariamente, muitas promoções são oferecidas aos cidadãos por diversos segmentos comerciais – seja pela TV, jornais, revistas, mídias eletrônicas, etc. Com a aproximação do feriado de Páscoa, em 5 de abril, o número de ofertas dobra, principalmente nas áreas de vendas de viagens, ovos de Páscoa e serviços, como restaurantes, por exemplo.

Em comemoração ao Dia Mundial do Consumidor (15), o Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP) e o Procon-SP, órgãos do Governo estadual, realizam, durante todo o mês, diversas atividades de educação de consumo (leia boxe), além de prestação de serviços à população e da divulgação do Cadastro de Reclamações Fundamentadas do Procon-SP, previsto para ser distribuído a partir da segunda quinzena.

“Além de marcar a data, o objetivo é oferecer informações e, dessa forma, conscientizar as pessoas sobre seus direitos e incentivar a consulta do Código de Defesa do Consumidor”, explica o ouvidor do Ipem-SP, Lu ciano José Marques de Oliveira. “São dicas simples e orientações úteis para o consumo consciente que, além de garantir os direitos do cidadão, contribuem para os comerciantes não terem prejuízos, com autuações e multas por parte do instituto paulista.”

Até amanhã (13), no Poupatempo Sé, os consumidores interessados receberão diversas cartilhas do Ipem-SP com orientação de consumo e a melhor forma de utilizar produtos e serviços. Essas publicações têm como finalidade evitar que o consumidor seja prejudicado em suas compras.

Também até esta quinta-feira, equipe do Ipem-SP vai entregar, no Poupatempo Sé, o Guia Prático de Consumo, durante as ações que estão sendo realizadas pela instituição. A publicação oferece informações sobre como fazer denúncias na Ouvidoria do instituto. O guia está disponível para download no link http://goo.gl/jYpCEk.

Denúncias – O ouvidor do Ipem informa que, além dessas iniciativas pontuais, a instituição promove diversas blitze durante o ano. “No início de 2015, realizamos uma ação na Baixada Santista para averiguar um problema que estava ocorrendo em postos de combustível. A ação foi desencadeada a partir de diversas reclamações de consumidores, que se sentiram lesados. Averiguamos as denúncias e constatamos que os relatos eram verdadeiros. A rede de postos, inclusive, era reincidente”, recorda Oliveira. Na operação, o Ipem-SP lacrou as bombas de combustível.

Mais reclamados – De acordo com levantamento do Ipem-SP, os brinquedos correspondem a 87% das reclamações dos consumidores. Eletrodomésticos de pequeno porte (liquidificadores, batedeiras, cafeteiras, panelas elétricas, entre outros) ocupam o segundo lugar no ranking, com 55% das denúncias. Das queixas recebidas no órgão, 50,6% dos eletrodomésticos foram reprovados após análise do instituto. As balanças e seus diversos usos – em supermercados, hortifrútis, etc. – apresentaram índice de 18,4% de reprovação depois de verificados.

DOE, Executivo I, 12/03/2015, p. I