Notícias

Secretaria anuncia editais de incentivo à cultura
14/05/2015

 

Os primeiros editais do Programa de Ação Cultural (ProAC) 2015, direcionados às áreas de teatro, dança, artes cênicas, festivais e circo, acabam de ser anunciados. Neste ano, o investimento soma R$ 40 milhões, distribuídos em 44 editais que serão lançados até junho. Serão selecionados mais de 600 projetos destinados a diversos segmentos artísticos.

Para 2015, a novidade é o lançamento de seis editais em versão on-line – cujas inscrições podem ser realizadas pelo site da Secretaria de Estado da Cultura. A partir da experiência com este projeto piloto, a ideia é expandir ano a ano as inscrições on-line para os demais concursos. Em 2014, o destaque ficou com as áreas de teatro, dança, artes cênicas e território das artes, com mil propostas a mais recebidas pela secretaria no ano passado, o que significa 20% do total de inscritos.

Editais on-line – “Estamos trabalhando com empenho no projeto piloto dos editais eletrônicos porque ele poderá ampliar e melhorar os mecanismos de recebimento, seleção e acompanhamento dos projetos, tornando mais ágeis os processos internos”, afirma a coordenadora da Unidade de Fomento e Difusão Cultural da pasta da Cultura, Maria Thereza Magalhães.

Os editais mais procurados do ano passado serão mantidos em 2015. Os novos, multidisciplinares, contemplam propostas que vão além da produção artística em si, estimulando o mapeamento da produção artístico-cultural, formação continuada e espaços de experimentação e apoio a equipamentos de difusão das artes em todo o Estado de São Paulo.

Editais de cultura e cidadania serão mantidos – dizem respeito aos segmentos culturas negra, indígena, popular e tradicional e LGBT, apoio a projetos de moda, gastronomia e artesanato, além dos tradicionais relativos ao circo, à música e ao audiovisual.

Circense – Os editais da dança foram divididos em três concursos: produção de espetáculo inédito e temporada, difusão e circulação de espetáculo e primeiras obras, com verba de R$ 2,5 milhões para 30 projetos a serem contemplados.

Os investimentos para os festivais de arte serão de R$ 3,75 milhões, distribuídos entre 40 projetos. No primeiro festival 10 propostas serão escolhidas, com prêmio de R$ 50 mil cada uma – seja festival inédito ou não. Para o festival II, 30 projetos, divididos em dois módulos, serão contemplados. O prêmio é de R$ 90 mil e R$ 200 mil cada.

Teatro e artes cênicas receberão investimentos que chegam a R$ 9,1 milhões e terão 105 projetos no total, nos dois segmentos. Novidade, também, para o circo, nessa primeira fase. Companhia e artistas independentes terão apoio para execução, produção, aprimoramento e circulação de espetáculos.

A boa-nova é o edital de apresentação e produção de número circense, que será dividido em dois módulos, beneficiando com valores diferentes números que requerem ou não criação e aprimoramento de equipamentos da arte circense. Serão contemplados 55 trabalhos, com verba de R$ 1,950 milhão.

O ProAC beneficiou, ao longo de nove anos, quase 4 mil projetos, tendo passado por reajustes nos últimos dois anos, a fim de tornar seu uso mais simplificado para os proponentes, principalmente do interior e litoral do Estado.

DOE, Executivo I, 14/05/2015, p. I