Notícias

Tribunal diz que prefeitura pagou a mais por serviço 156
07/07/2015

 

Empresa ganhou R$ 27 mi indevidos, diz TCM

 

DO "AGORA"

A Prefeitura de São Paulo pagou R$ 26,6 milhões por atendimentos não realizados à empresa responsável pelo serviço telefônico 156, segundo relatório do TCM (Tribunal de Contas do Município).

O órgão afirma ter identificado ao menos 20 irregularidades na prestação de serviços pela Call Tecnologia e Serviços entre 2012 e 2014.

Pelo 156, é possível pedir informações sobre órgãos municipais e solicitar serviços, como poda de árvore.

O contrato foi assinado em 2011, sob Gilberto Kassab (PSD), e renovado na gestão Fernando Haddad (PT).

O tribunal diz que os pagamentos foram feitos pelas horas em que os computadores estavam ligados ao sistema, e não pelas horas em que houve atendimento de fato.

A empresa, afirma, cobrava da prefeitura R$ 50 por hora por atendente, mas pagava R$ 27,19 aos funcionários.

A prefeitura disse que os "problemas formais" "já foram sanados". Afirmou que, em caso de irregularidade, pedirá ressarcimento aos cofres públicos. A reportagem não obteve resposta da empresa.

Folha de S. Paulo