Notícias

Minhocão fechará à tarde todos os sábados
07/07/2015

 

Medida começa a valer no próximo dia 11, a partir das 15h; fechamento divide ativistas e moradores da região

 

Gestão Haddad não fornece estudos, mas diz que eles apontam impacto pequeno no trânsito nas imediações

ANDRÉ MONTEIRO
DE SÃO PAULO

A Prefeitura de São Paulo anunciou nesta segunda (6) o fechamento do Minhocão para automóveis todas as tardes de sábado. A medida passa a valer já no próximo dia 11, a partir das 15h.

A gestão Fernando Haddad (PT) já tinha decidido pelo fechamento, como a Folha noticiou, mas montou estratégia para reduzir questionamentos antes do anúncio oficial.

Segundo a prefeitura, técnicos da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) avaliaram o trânsito da região em dois dias de testes e concluíram que houve "baixo impacto na fluidez" de veículos.

Requisitados pela Folha, esses estudos não foram disponibilizados pela empresa.

O elevado Costa e Silva, nome oficial do Minhocão, já é fechado de segunda a sexta à noite (21h30 às 6h30) e o dia inteiro aos domingos.

Com a nova medida, a via ficará fechada por quase 40 horas: das 15h de sábado às 6h30 de segunda.

O fechamento do trânsito na avenida Paulista aos domingos ainda não tem data definida pela gestão Haddad.

POLÊMICA

O objetivo do fechamento, diz a prefeitura, é transformar os 3,4 km do Minhocão em uma área de lazer aberta a pedestres, ciclistas e skatistas.

Ativistas e moradores da região do elevado se dividem em relação à medida.

Uma parte defende que o trânsito seja proibido definitivamente e que no local seja criado um parque.

"Vemos a decisão com muita alegria, pois as pessoas já usam o Minhocão como área de lazer à noite e aos domingos, então vão passar a utilizar muito mais. Agora, o que pode ser feito é melhorar o acesso de pedestres e cadeirantes, pois há cancelas que foram pensadas para os carros", diz Athos Comolatti, presidente da Associação Parque Minhocão.

Outro grupo não gosta da ideia do fechamento pois defende que o Minhocão seja demolido aos poucos --dizem que ele pode ser "desmontado"-- e que as vias embaixo dele sejam revitalizadas.

"Defendemos o desmonte. Quando fecha, começam os eventos. A ideia de fechar é dar descanso aos moradores, mas as pessoas sobem com caixas de som e bebidas e começam a fazer 'rave' lá", diz Fábio Fortes, do conselho de segurança da Santa Cecília.

Segundo a CET, haverá agentes de trânsito nas imediações do Minhocão no próximo sábado (11) para orientar os motoristas sobre as rotas alternativas.

Folha de S. Paulo