Notícias

Mais oito cidades do interior integram o Circuito Cultural
05/08/2015

 

O Circuito Cultural Paulista, que começou há sete anos com uma explosão de temporadas de espetáculos gratuitos, está ampliando seu leque de atuação. A partir deste mês, mais oito cidades do interior receberão atrações do circuito: Cerquilho (região de Sorocaba), Palmeira d’Oeste, Bady Bassit e Palmares Paulista (região de São José do Rio Preto), São Manuel (região de Bauru), Porto Ferreira (região de Araraquara), Campos do Jordão (Vale do Paraíba) e Guararapes (região de Araçatuba).

Agora, 110 cidades passam a ser beneficiadas com o projeto que realiza, por ano, cerca de 840 apresentações que contemplam diversas linguagens artísticas – teatro adulto e infantil, circo, dança e música. Executado pela Associação Paulista dos Amigos da Arte (APAA), o Circuito Cultural já teve a participação de artistas como Fernanda Montenegro, Toquinho, Lucélia Santos e Malvino Salvador, entre outros.

Parceria – A seleção dos novos municípios adota critérios
que garantem a distribuição geográfica do circuito. Além disso, foram incluídas cidades cujas prefeituras se comprometeram com a parceria necessária ao projeto, pois as apresentações ocorrem nos teatros e centros culturais municipais. O circuito anuncia, a cada dois meses, novas atrações, de modo a contribuir para a inserção da cultura ao cotidiano da população de modo diversificado e, ao mesmo tempo, para a valorização das instituições culturais locais.

Entre agosto e setembro pipocam novidades como, por exemplo, o espetáculo circence O mundo é uma bola, com duração de 50 minutos. A atração pode ser apreciada em Diadema, Capela do Alto, Avaré, Igarapava, Miracatu, Itararé, Pedrinhas Paulista e Batatais. Apresentado pelo diretor espanhol Jesus Fornies, o espetáculo traz diferentes tipos de malabarismo e mescla humor, ritmo e a participação do público. A bola de futebol aqui é mais uma ferramenta para os muitos números irreverentes que já deram a volta ao mundo. Um homem, sua maleta e a arte de ver tudo pelos ares num autêntico show de bola completam o espetáculo.

Espectadores – Encontros urbanos, da Spray Studio Produções, são realizados em um cenário de cidade, com a presença dos b-boys, em meio a encontros movimentados e disputas empolgantes, e dança pura, com várias performances entre o público e artistas. A plateia é convidada a participar da cypher (círculo de dança livre) e, ao som do DJ, uma grande festa (Jam) é formada. Para quem é fã de hip hop, vale conferir as atrações até setembro nas cidades de Lucélia, Presidente Venceslau, Martinópolis, Palmeira d’Oeste, Presidente Epitácio e Mirandópolis.

O objetivo do circuito é difundir a cultura no interior e litoral, oferecendo espetáculos gratuitos de alta qualidade à população. A ideia, segundo a Secretaria de Estado da Cultura, gestora do projeto, é ampliar a presença do programa em todo o Estado, atendendo, no mínimo, 20% dos municípios de cada região.

Festa – Para a assistente do Núcleo de Difusão da Secretaria de Estado da Cultura, Jenipher Queiroz, o Circuito Cultural já faz parte da rotina do interior. “Em sete anos de existência, contemplou mais de um milhão de espectadores. Somente em 2014, foram 800 espetáculos para mais de 200 mil pessoas. Os municípios participam bastante, as escolas e o comércio fazem propaganda, distribuem fôlderes, divulgam no rádio. É uma festa muito animada”, comenta.

Segundo Jenipher, a movimentação foi grande no mês de julho nas oito cidades que passaram a integrar o programa. “Tivemos o Esquenta, espécie de preparação, aquecimento, para as boas-vindas, o que animou as pessoas para a programação que se inicia neste mês e que terá dança, peça infantil, circo, shows e espetáculos de teatro”, finaliza. O Circuito Cultural Paulista é realizado de março a novembro, em parceria com as prefeituras dos municípios.

DOE, Executivo I, 05/08/2015, p. I