Notícias

Haddad quer limite padrão de 50 km/h até dezembro
11/08/2015

 

Vias arteriais da cidade terão nova velocidade

 

DE SÃO PAULO

O prefeito Fernando Haddad (PT) afirmou nesta segunda-feira (10) que até dezembro deste ano será implantada a padronização do limite de velocidade em 50 km/h em todas as vias arteriais da capital paulista.

São avenidas que ligam diferentes regiões da cidade, têm semáforos e fluxo intenso de veículos –por exemplo, a Rebouças.

Em algumas, já houve a redução da velocidade para 50 km/h –como na av. Aricanduva, desde 3 de agosto.

Boa parte das vias arteriais da capital paulista passou por redução do limite de 70 km/h para 60 km/h durante a gestão Gilberto Kassab (PSD).

A padronização da velocidade em 50 km/h já havia sido anunciada anteriormente pelo secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto (PT), mas sem fixar prazos.

Além das arteriais, a malha viária é composta por vias vias expressas (como marginais Tietê e Pinheiros e corredor 23 de Maio), locais (de menor porte) e coletoras (que fazem a ligação entre as locais e os outros tipos de via).

Em relação ao corredor Norte-Sul, que inclui a av. 23 de Maio, a prefeitura já havia divulgado a intenção de reduzir a velocidade provavelmente a partir de setembro.

ACIDENTES

Nas últimas semanas, a gestão Haddad enfrentou desgaste após a diminuição dos limites nas marginais (de 90 km/h para 70 km/h na pista expressa, de 70 km/h para 60 km/h na central e de 70 km/h para 50 km/h na local).

A prefeitura diz que a intenção é reduzir vítimas do trânsito –estudos apontam que a velocidade é um dos principais agravantes de acidentes.

Mas houve críticas de motoristas, e a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) foi à Justiça contra a medida –alegando que não houve debate nem consulta à população.

Na gestão Kassab, houve queda dos limites de velocidade em mais de 600 km de vias.

Sob Haddad, a prefeitura também passou a adotar desde 2013 as chamadas "áreas 40", com limite de 40 km/h, em algumas vias menores da capital paulista.

Folha de S. Paulo