Notícias

Dívida do Brasil com a ONU cresce 76% em 2015
11/08/2015

 

Valor total em atraso atingiu R$ 873 milhões

 

DE BRASÍLIA

O ajuste nas contas públicas afetou os repasses do Brasil para a ONU: em 2015, a dívida em dólar do país com a organização subiu 75,5%.

Até o ano passado, de acordo com o Ministério do Planejamento, as pendências com a ONU eram de US$ 142,5 milhões (R$ 497 milhões). Agora somam US$ 250,2 milhões (R$ 873,4 milhões).

O valor inclui recursos para atividades regulares, manutenção de tribunais internacionais e missões de paz.

O aumento foi divulgado no último sábado pelo jornal "O Estado de S.Paulo".

De acordo com o governo, a grande maioria das contribuições ocorre em uma única parcela anual. O Planejamento afirmou que o Brasil vai quitar a dívida "na medida em que a disponibilidade de recursos permitir".

O Itamaraty informou que a dívida não afeta o direito de voto do país na ONU e negou prejuízo nas relações com a entidade.

"Todos os Estados têm tratamento igual nas organizações internacionais. O governo brasileiro deseja honrar seus compromissos financeiros junto às Nações Unidas e vem envidando esforços nesse sentido, dentro das restrições orçamentárias vigentes", informou a pasta.

No próximo mês, a presidente Dilma Rousseff viajará a Nova York para discursar na abertura da Assembleia-Geral da ONU.

Folha de S. Paulo