Notícias

CCJ do Senado rejeita reforma administrativa
19/04/2012

 

GABRIELA GUERREIRO
DE BRASÍLIA

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado rejeitou a proposta de reforma administrativa que tramitava na instituição há dois anos e poderia gerar uma economia de até R$ 150 milhões anuais.


A comissão rejeitou o texto principal, do senador Benedito de Lira (PMDB-AL), e o voto em separado do senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES). Os dois defendiam cortes nos gastos do Senado, mas o de Ferraço sugeria medidas mais drásticas, com a redução do número de servidores.


Com poucos presentes, a maioria rejeitou os dois textos: "Não tem mais reforma, fica tudo como está. O Senado não quer essas coisas, 90% dos membros da comissão não vieram votar", disse Lira.


Alguns senadores dizem que a Mesa Diretora pode levar o caso ao plenário.


Fonte: Folha de S.Paulo/Poder