Notícias

Novos cursos de medicina burlam regras, diz conselho
26/08/2015

 

Entidade vê obstáculo para prática de alunos

 

NATÁLIA CANCIAN
DE BRASÍLIA

Cerca de 60% dos municípios que abriram cursos de medicina desde 2013 têm menos leitos por aluno do que o recomendado, aponta levantamento divulgado pelo Conselho Federal de Medicina.

Dos 42 municípios que receberam essas escolas, segundo o estudo, 25 têm menos de cinco leitos por aluno de medicina matriculado –parâmetro exigido pelo MEC (Ministério da Educação).

Os dados são até junho deste ano. O estudo mapeou indicadores disponíveis nas bases de dados do Cnes (Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde), do Ministério da Saúde, além de informações de IBGE e MEC.

Para o presidente do CFM, Carlos Vital, a falta de infraestrutura das escolas para a prática dos alunos compromete o aprendizado.

Vital critica o que chama de sequência de flexibilizações das regras para a abertura de cursos de medicina.

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, disse que parte das críticas ocorre por "disputa política" e que muitas das faculdades antigas não conseguiriam cumprir os critérios estabelecidos para os novos cursos.

Folha de S. Paulo